x

FINANÇAS

Importância da gestão financeira para as organizações

Os pilares de uma gestão financeira é um planejamento financeiro estruturado, compliance e riscos, controle e visibilidade e otimização do capital de giro.

25/08/2023 18:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Gestão financeira para as organizações

Importância da gestão financeira para as organizações Foto: Vlada Karpovich/Pexels

Segundo dados do Mapa das Empresas da Receita Federal existem mais de 21,7 milhões de empresas ativas no Brasil e o Microempreendedor Individual corresponde a mais de 15 milhões dessas empresas ativas .

Segundo pesquisas do Sebrae um dos principais erros de pequenos e médio negócios é a falta de planejamento financeiro que é essencial para a sobrevivência e para a longevidade de qualquer tipo de negócio.

O  profissional da Contabilidade  é a porta de entrada no empreendedorismo auxiliando o empresário na abertura do seu negócio, planejamento tributário e na gestão financeira que compreende a análise, o planejamento e o controle das entradas e saídas de recursos financeiros da empresa., com  o objetivo de organizar o setor financeiro para que as decisões possam ser tomadas com responsabilidade segurança e eficiência.

Confira agora algumas dicas para gerenciar com qualidade o financeiro da sua empresa:

1. Tenha um bom plano de negócios

  O plano de negócios é o ponto de partida (start) para qualquer  tipo de negócio., Afinal, é o documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais os passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados,  diminuindo os riscos e as incertezas.

Na elaboração do plano de negócio  se estabelece a missão, visão, valores , objetivos e proposta de valor, a concorrência, o cenário do produto ou serviço no mercado para organizar as projeções de faturamento, os custos e fluxo de caixa.

2. Consulte o Contador

O  profissional da Contabilidade  além de deter o conhecimento das questões fiscais e tributárias,  a contabilidade pode auxiliar com questões financeiras importantes como : precificação, custos, controle de estoque, melhor prazo de pagamento, momento oportuno de comprar mercadorias.  No processo de formalizar uma empresa, o contador realiza uma análise na escolha do nome da empresa, CNAE, enquadramento tributário, planejamento tributário que impactará diretamente nos resultados do negócio.

Ter uma  contabilidade bem  estruturada e alinhada evita multas com a Receita Federal, Prefeitura, Governo trazendo credibilidade compliance e transparências nas informações geradas através da gestão financeira que gera valor ao seu negócio.

3.  Separe as despesas da empresa de contas pessoais

Um erro muito comum de empresas de microempresa e empresa de pequeno porte é misturar as contas de pessoa física com a pessoa física causando a confusão patrimonial que fere o conceito contábil da entidade e que pode causar prejuízos a uma empresa. E a confusão nos números torna ainda mais perigosa à medida que a empresa cresce.

Por isso, é importante a empresa ter uma conta bancária de pessoa jurídica onde terá movimentação de receitas e despesas do seu negócio que traz mais clareza para a gestão financeira.

Outra medida importante é estabelecer o valor do pró-labore dos sócios para retiradas mensais que incidirá o INSS e em alguns casos o Imposto de Renda a depender o valor da retirada.

4. Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é um instrumento de gestão financeira que projeta para resultados futuros as entradas e saídas de recursos financeiros da empresa, indicando como será o saldo de caixa para o período projetado.

5. Contas a pagar

O controle e monitoramento do prazo de vencimento das despesas da empresa evita levar multas desnecessárias que impactam o fluxo de caixa.

6. Sistema de Gestão Financeira

O sistema de gestão vai otimizar o seu tempo para que o empresário possa atuar na parte estratégica do seu negócio.

Por: Sandro Souza Alves: Contador, Pós – graduado em Direito Tributário pela BSSP, Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Estácio de Sá. Especialista Tributário para as Micros e Pequenas Empresas, Consultoria financeira MEI, Consultoria Profissional Autônomo e Liberal, Imposto de Renda da Pessoa Física e Legalização de Empresas

Fonte: SEBRAE - SOBREVIVÊNCIA DAS EMPRESAS 2016

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.