x

malha fina

Contribuinte que não estiver no 4º lote da restituição do IR pode ter caído na malha fina; saiba o que fazer

Entenda por que você pode ter ficado de fora do quarto e penúltimo lote de restituição do Imposto de Renda de 2023 e como corrigir a situação.

31/08/2023 10:00:30

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
 Não está no 4º lote do IR 2023? Você pode estar na malha fina

Contribuinte que não estiver no 4º lote da restituição do IR pode ter caído na malha fina; saiba o que fazer

O contribuinte que não encontrar seu nome na lista do quarto lote de restituição do Imposto de Renda de 2023, liberado nesta quinta-feira (31), é provável que tenha entrado na malha fina. Para esclarecer essa situação e receber a restituição, é indispensável consultar o extrato da sua declaração no Portal e-CAC e corrigir eventuais erros. 

A Receita Federal planeja liberar o quinto e último lote da restituição em 29 de setembro, e quem ficar de fora terá que aguardar os lotes residuais.

Como verificar sua situação fiscal

Para descobrir se foi pego na malha fina, o primeiro passo é acessar o Portal e-CAC. Lá, você encontrará a opção "Meu Imposto de Renda" sob o menu "Serviços em Destaque". 

Se houver alguma pendência, ela será claramente indicada. Nesse caso, a solução é enviar uma declaração retificadora para corrigir os erros.

Status possíveis na consulta ao e-CAC:

  • Recepcionada: indica que a Receita Federal recebeu sua declaração, mas ainda não realizou uma análise detalhada;
  • Em Processamento: sua declaração está sendo analisada pela Receita;
  • Processada: sua declaração foi aprovada, e você será incluído nos próximos lotes de restituição;
  • Em Fila de Restituição: você está prestes a receber sua restituição;
  • Pendência de Malha: infelizmente, você está na malha fina e precisa corrigir os erros identificados.

Como corrigir a declaração

A retificação pode ser feita de diversas formas: através do programa gerador do Imposto de Renda no seu computador, pelo aplicativo "Meu Imposto de Renda" ou diretamente no Portal e-CAC. É crucial seguir as instruções para corrigir as informações incorretas e reenviar a declaração.

Principais erros que levam à malha fina

Os contribuintes frequentemente caem na malha fina devido a erros nos rendimentos tributáveis, como salários, ou por omitir rendimentos de dependentes. Despesas médicas e com previdência privada também são comuns na lista de erros.

O que fazer se estiver na malha fina

  1. Acesse o e-CAC: vá até a seção "Meu Imposto de Renda" e verifique se há pendências;
  2. Identifique o erro: se houver uma pendência, ela será listada. Identifique o que precisa ser corrigido;
  3. Envie uma Declaração Retificadora: corrija as informações erradas e reenvie a declaração;
  4. Aguarde: após a correção, o contribuinte será incluído nos próximos lotes de restituição.


De acordo com informações da Receita, o quarto e penúltimo lote da restituição com correção de 3,14%, com base na Selic, taxa básica de juros da economia, atualmente em 13,25% ao ano. Ao todo, 6,1 milhões de contribuintes, incluindo prioritários e não prioritários, vão receber um total de R$ 7,5 bilhões.

Estar em dia com o Fisco é crucial para evitar complicações futuras. Mantenha um registro rigoroso de todas as suas transações financeiras, separe as finanças pessoais das empresariais e fique atento aos indicadores financeiros. Planejamento e atenção aos detalhes podem evitar que você caia na malha fina. Mantenha-se informado e cumpra suas obrigações fiscais para garantir sua paz de espírito.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.