x

tecnologia

Brasil teve 1 tentativa de fraude a cada 3 segundos no primeiro semestre de 2023

Levantamento abrange diversos tipos de fraudes como a verificação de documentos, biometria facial, verificação cadastral e roubo de identidades.

01/09/2023 17:30:04

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Brasil registra 4,8 milhões de tentativas de fraude em 6 meses

Brasil teve 1 tentativa de fraude a cada 3 segundos no primeiro semestre de 2023

Um relatório recente do Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian revelou que o Brasil enfrentou 4.818.533 tentativas de golpes entre janeiro e junho deste ano, uma média de uma ocorrência a cada três segundos. Esse levantamento incluiu diversos tipos de fraudes, incluindo a verificação de documentos, biometria facial, verificação cadastral e roubo de identidades.

O diretor de Produtos de Autenticação e Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Caio Rocha, destacou a importância de estratégias de segurança em várias camadas para combater essas ações fraudulentas, enfatizando a necessidade de cautela nas transações financeiras.

Os golpistas focaram principalmente no setor de "Bancos e Cartões" (45,5%), seguido por "Serviços" (31,1%) e "Financeiras" (17,7%). O estudo também revelou que consumidores entre 36 e 50 anos são os mais visados, representando 35,8% das vítimas.

Na análise por Unidades Federativas, o Distrito Federal lidera as ocorrências, seguido por Santa Catarina e Mato Grosso, com Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul também figurando entre os estados mais afetados. O Rio de Janeiro aparece na oitava posição.

Essas informações destacam a necessidade de medidas de segurança rigorosas, especialmente no ambiente financeiro, para proteger os brasileiros contra as tentativas de fraude que continuam a crescer no país.

Com informações Convergência Digital

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.