x

contábil

Importação e exportação de serviços: oportunidades para contadores

Entenda porque prestar serviços para empresas que importam e exportam serviços e softwares pode ser uma nova fonte de receita para os profissionais contábeis.

20/09/2023 08:30:03

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

informe publicitário

Importação e exportação de serviços: oportunidades para contadores

Importação e exportação de serviços: oportunidades para contadores

A importação e exportação de serviços e softwares é um mercado repleto de oportunidades, porém, ainda pouco explorado pelo empreendedor brasileiro em termos de  negociação com fornecedores do exterior e geração de  receitas em moeda estrangeira. Neste contexto, é muito importante compreender por que os contadores desempenham um papel fundamental e desafiador na manutenção da conformidade fiscal e tributária das operações internacionais. 

90% das empresas pagam tributos de forma incorreta na importação de serviços

O uso crescente de serviços e softwares estrangeiros por empresas brasileiras é uma tendência em ascensão, e, quanto mais facilidade encontram para pagar essas ferramentas (via cartão internacional, câmbio ou criptomoedas, por exemplo), mais dificuldade a contabilidade enfrenta para acompanhar esses pagamentos. Isso ocorre porque,  além do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) que já está presente  nas faturas de cartão, todos os pagamentos internacionais podem estar sujeitos a outros tributos, que impactam significativamente no custo final dos serviços importados.

O Brasil possui um sistema tributário complexo, que envolve:

  • A incidência de até seis tributos: IR, CIDE, IOF, PIS, COFINS e ISS;
  • Um processo que demanda tempo para apuração, recolhimento e declaração dos tributos;
  • Identificação dos fatos geradores, das alíquotas e base de cálculo de cada tributo;
  • Classificações diferentes dependendo do país de origem do fornecedor, da natureza do serviço, do local de prestação e do meio de pagamento;
  • A obrigação de declarar os pagamentos internacionais através da DIRF/REINF, DCTF e ECF.

Ignorar as principais obrigações tributárias e acessórias, decorrentes da importação de serviços e softwares do exterior pode trazer sérias consequências à empresa. Isso inclui o  risco de multas, juros, geração de passivos e o comprometimento de operações futuras. Além disso, não dar atenção a essas obrigações pode impactar na reputação da empresa e gerar desvalorização no mercado.

Saiba mais sobre essas penalizações acessando a matéria: “STF considera constitucional multa de 20% por atraso ao declarar imposto - Empresa que atrasou entrega de DCTF e Dirf alegou que multa era confiscatória e inconstitucional.”

A maioria das empresas que importam serviços do exterior, desconsideram a existência dessas obrigações tributárias e os riscos do não cumprimento. De alguma forma, quando confrontados com o problema, os empresários costumam acreditar que a solução deveria vir do profissional contábil. Entretanto, é muito difícil que a área contábil externa ou interna das empresas consiga monitorar, em tempo real, todos os gastos em todos os cartões de crédito, físicos e virtuais, de todos os portadores e de todos os seus clientes. 

Menos de 1% das empresas no Brasil vendem para o exterior. Conheça os principais desafios: 

Quando o desejo desses empresários é obter receitas do exterior, também existem desafios, pois a maioria não está preparada para lidar com contas a receber, conciliações, emissão de invoices, cobranças e meios de recebimento

A falta de conhecimento específico nessa área resulta no pagamento de tributos indevidos, perdas financeiras e risco de ficar em inconformidade com órgãos fiscais. A falha na comunicação entre os clientes e os escritórios contábeis expõe essas transações a diversos riscos, incluindo:

  • Recolhimento de mais tributos do que o necessário;
  • Perdas por flutuações cambiais;
  • Omissão de informações obrigatórias nas declarações fiscais;
  • Dificuldade em comprovar isenção de ISS, PIS e COFINS às autoridades tributárias;
  • Taxas excessivas cobradas pelos meios de recebimento utilizados;
  • Complexidades burocráticas nas remessas internacionais.

Como resolver tudo isso e ainda transformar em uma oportunidade de receita para a área contábil?

Pensando nisso, a WTM International, empresa referência no mercado de importação e exportação de serviços, softwares e outros intangíveis, lançará durante o Congresso Online Brasileiro de Contabilidade (CONBCON) duas soluções focadas nestas necessidades. Utilizando essas ferramentas, os contadores poderão fazer a gestão compartilhada das contratações e vendas de serviços e softwares com seus clientes, garantindo a conformidade fiscal e tributária das operações, podendo ser uma nova fonte de receita para estes profissionais, ampliando seu leque de serviços. 

Acompanhe as palestras da WTM pelo Conbcon online e fique por dentro dessas oportunidades: 

 

  • 25/09 às 15h: 

Palestra: “Tributos na importação de serviços: Risco ou oportunidades para o profissional contábil?” - Lisandro Vieira

 

  • 29/09 às 10h: 

Palestra: “Por que a exportação de serviços pode gerar novas receitas para os contadores?” - Lisandro Vieira

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.