x

MPEs

Inadimplência de empresas bate recorde em agosto, aponta Serasa

De acordo com a pesquisa, 89% dos CNPJs inadimplentes são MPEs.

18/10/2023 14:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
MPEs: inadimplência registra recorde no mês de agosto

Inadimplência de empresas bate recorde em agosto, aponta Serasa

Mais de 6,5 milhões de empresas no Brasil encerraram o mês de agosto com pendências financeiras, marcando um aumento de 5% em comparação com o mesmo período de 2022. Esse é o patamar mais elevado já registrado desde o início do histórico indicador de inadimplência da Serasa Experian, que teve seu início em março de 2016.

Essa crise financeira afetou sobretudo as micro e pequenas empresas (MPEs), que representam a maioria, com 5,8 milhões de empresas em situação de inadimplência, correspondendo a 89% do total de empresas devedoras.

"A persistente alta da inadimplência das empresas, que registramos pelo terceiro mês consecutivo, reflete a realidade em que os empreendedores se encontram diante do quadro econômico desafiador ainda presente", alerta o vice-presidente de pequenas e médias empresas, Cleber Genero.

Segundo ele, as empresas de menor porte são mais vulneráveis à inadimplência, pois possuem menos liquidez e reservas financeiras limitadas para enfrentar situações de crise.

MPEs inadimplentes

No mês de agosto, mais da metade das micro e pequenas empresas com inadimplência pertenciam ao setor de serviços (53%), seguidas pelo comércio (38,6%) e indústria (7,7%).

O total de dívidas em atraso alcançou 39,9 milhões, somando um montante de R$ 95,8 milhões. Em média, cada empresa inadimplente tinha quase sete contas pendentes.

A região do Sudeste liderou em número de empresas com CNPJs negativados (52,5%), com São Paulo contribuindo com mais de 30% desse total, sendo o estado com mais registros de inadimplência. Por outro lado, a região Norte apresentou o menor índice de empresas com pendências (5,5%).

No cenário geral, mais de 6 milhões de empresas acumularam dívidas totalizando R$ 119 milhões. O setor de serviços representou mais da metade dessas dívidas (54%), seguido pelo comércio (36,8%) e a indústria (7,6%).

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.