x

BLACK FRIDAY

Black Friday: com intenção de compras em alta, varejo se prepara para vender mais do que em 2022

Tecnologias contribuem para estratégias de negócios nas campanhas de vendas de uma das maiores datas comerciais do calendário

01/11/2023 17:00:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Black Friday: varejo se prepara para vender mais do que em 2022

Black Friday: com intenção de compras em alta, varejo se prepara para vender mais do que em 2022 Foto: Karolina Grabowska/Pexels

Você sabia que dois em cada três brasileiros pretendem comprar produtos durante a Black Friday este ano? É o que revela o estudo realizado pela Offerwise, empresa global de pesquisas de mercado, que contou com a participação de 1.846 entrevistados, das classes A, B e C de todo o Brasil, ouvidos em julho de 2023. A pesquisa encomendada pelo Google apurou que há uma intenção de compra maior em 16 das 20 categorias analisadas, e a expectativa é que a data, uma das mais esperadas pelo varejo, tenha um desempenho melhor neste ano na comparação com 2022. A data, que é uma tradição americana, ganhou força no Brasil e, de olho nas oportunidades de vendas, empresas têm investido em tecnologia para garantir o sucesso nas campanhas da Black Friday, desde o marketing nas redes sociais até a gestão de estoque e logística. 

“Estamos num período importante que antecede as campanhas promocionais, momento que requer assertividade no controle do estoque, para girar produtos que estão parados, já que produto parado é dinheiro que não está circulando e ainda representa custos com depósito e inventário e também aproveitar para maximizar as vendas dos produtos que já possuem grande procura. A Black Friday é uma oportunidade de maximizar resultados da organização, e,  tecnologias como sistemas de gestão ERPs são aliadas na elaboração e execução de estratégias de vendas”, aconselha o gestor de Operações com o Mercado da WK, Odair Behnke.

Os descontos são um dos motivos que leva muitos brasileiros a esperarem a última semana de novembro para comprar determinados itens da lista de desejos - a pesquisa encomendada pelo Google para Offerwise revelou que o preço mais baixo é a prioridade número um na hora da compra durante a Black Friday. Odair aconselha ao varejista a ficar atento ao cálculo de margem sobre vendas para  não cair no prejuízo e manter ofertas atrativas. “Muitos ainda usam planilhas para esse cálculo, mas numa temporada de vendas aquecida, essa ferramenta torna-se ainda mais obsoleta e passível de erros. Automatizar as informações traz um ganho em eficiência e assertividade na negociação com o cliente e também com fornecedores. No ERP WK Radar, por exemplo, é possível fazer simulações em tempo real do custo do produto e o valor da venda, prevendo até os impostos e outras despesas que a transação poderá gerar”, destaca.

Expectativas positivas 

O mesmo estudo da Offerwise apurou também que os brasileiros estão otimistas de que a situação financeira familiar (68%) e a do Brasil (51%) vai melhorar até o final do ano. E neste contexto de expectativas positivas que podem impactar o varejo, o infográfico sobre como os ERPs podem contribuir para alavancar as vendas na Black Friday traz informação para melhorar as estratégias de vendas com o auxílio da tecnologia ERP. 

Fonte: WK

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.