x

ZFM

ZFM: o que você precisa saber sobre a reforma tributária?

Veja aqui como a ZFM foi contemplada pela reforma tributária, aprovada ontem pelo Senado.

09/11/2023 19:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
ZFM: o que você precisa saber sobre a reforma tributária?

ZFM: o que você precisa saber sobre a reforma tributária? Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

O texto aprovado pelo Senado reconhece a vigência da ZFM até o ano de 2073 e reforça sua importância, destacando que o modelo:

– é fundamental para assegurar a soberania nacional sobre a Amazônia;

– gera emprego e renda para mais de meio milhão de pessoas;

– contribui para a arrecadação de tributos, atrai investimentos nacionais e estrangeiros, estimula a inovação tecnológica e preserva o meio ambiente ao reduzir a pressão sobre a floresta amazônica.

Manterá os benefícios?

A reforma tributária extingue cinco tributos existentes e cria novos quatro, sendo dois impostos, uma contribuição e uma CIDE.

As empresas situadas na ZFM gozam de benefícios relacionados diretamente a quatro desses tributos extintos: ICMS, IPI, PIS e COFINS.

Porém, o texto aprovado prevê que a legislação dos novos tributos instituídos pela reforma tributária assegurará às empresas situadas na Zona Franca de Manaus a manutenção do diferencial competitivo, nos mesmos níveis estabelecidos pela legislação que disciplina os tributos extintos.

Como se manterá os benefícios?

Isoladamente ou cumulativamente, serão aplicados instrumentos fiscais, econômicos ou financeiros.

Além disso, o texto propõe a instituição de uma nova CIDE – contribuição de intervenção no domínio econômico – que incidirá sobre a importação, produção ou comercialização de bens com industrialização incentivada na Zona Franca de Manaus, assegurando tratamento favorecido às operações na referida área.

Fonte: GRM Advogados

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.