x

PROFISSIONAIS

Por que as empresas devem qualificar funcionários e incentivar o desenvolvimento de carreira

Colaboradores têm dez vezes mais chances de procurar um novo emprego caso se sintam subaproveitados, aponta estudo do LinkedIn

21/11/2023 20:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Qualificação de funcionários e incentivo ao desenvolvimento de carreira

Por que as empresas devem qualificar funcionários e incentivar o desenvolvimento de carreira Foto: Christina Morillo/Pexels

Mudanças fazem parte da rotina das empresas: promoções, demissões, job hopping, surgimento de novas áreas e criação de cargos movimentam, desde sempre, o mercado de trabalho. Para os profissionais de RH, essas mudanças são desafiadoras porque exigem soluções rápidas, levando em consideração os impactos de tempo e dinheiro.

Na busca por ocupar cargos disponíveis, especialistas defendem que promover funcionários antigos e experientes, que já conhecem a dinâmica do time e do ofício, é a melhor opção. Além disso, é mais barato qualificar alguém da casa do que fazer uma nova contratação, como apontam 79% dos profissionais de aprendizagem e desenvolvimento entrevistados para uma pesquisa do LinkedIn. Mas, para isso, as organizações precisam dedicar-se também à qualificação da equipe, acompanhando seu desenvolvimento e a evolução das carreiras. 

“Qualificar um profissional pensando em promovê-lo de cargo futuramente traz menor custo e otimização de tempo, já que eles estão habituados com a rotina da empresa e já conhecem a cultura e os valores institucionais. Por isso, é importante investir no desenvolvimento dos colaboradores para que eles estejam preparados quando surgirem oportunidades”, explica Marinildes Queiroz, Gerente Sênior de Cultura, Desenvolvimento Organizacional e Comunicação da Up Brasil, empresa especializada em benefícios corporativos.

O colaborador, por sua vez, se sente valorizado e motivado a continuar galgando seus espaços. Ainda conforme a pesquisa do LinkedIn, as pessoas têm dez vezes mais chances de procurar um novo emprego se sentirem que suas competências não estão sendo aproveitadas.

Para a especialista, Marinildes Queiroz, desenvolver um programa interno de capacitação profissional envolve priorizar áreas e competências futuras, dar visibilidade das possibilidades e movimentações de carreira na organização, criar uma cultura de feedbacks e realizar acompanhamento de desenvolvimento e evolução. 

“Oferecer cursos de capacitação de acordo com as funções atuais ou de interesses pessoais dos colaboradores, treinamentos sobre os processos internos, ajuda financeira para ingressar em graduações ou aprender novas línguas, benefícios de incentivos e premiações, entre outras ações, também são importantes nesse processo de qualificação”, comenta a gerente de desenvolvimento organizacional da Up Brasil.

A oportunidade de crescimento dos colaboradores está entre os principais impulsionadores de uma boa cultura corporativa. Nos últimos anos, os trabalhadores passaram a buscar empresas que se preocupam com a evolução da carreira profissional de seus funcionários. Segundo uma pesquisa da Up Brasil, 94% dos candidatos a empregos avaliam o que é oferecido pela contratante além do salário, e os incentivos ligados ao crescimento profissional estão entre eles.

“Capacitar um profissional hoje, é um investimento de médio e longo prazo. Além de motivá-los, as empresas estão garantindo mão de obra qualificada, atualizada com as tendências de mercado e com mais recursos para enfrentar os desafios futuros, o que coloca a empresa a um passo à frente dos seus concorrentes”, conclui Marinildes.

Fonte: Agência NoAr

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.