x

Caged

Brasil cria 190 mil empregos formais no mês outubro; confira os principais setores

Estoque de empregos formais atingiu 44,22 milhões, o maior já registrado na série histórica.

01/12/2023 16:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Caged: Brasil cria 190 mil empregos formais em outubro

Brasil cria 190 mil empregos formais no mês outubro; confira os principais setores

O Brasil registrou um saldo de 190.366 novos empregos formais no mês de outubro. Durante esse período, ocorreram 1,94 milhão de admissões e 1,75 milhão de desligamentos, resultando em mais de 30 mil empregos adicionais em comparação com outubro de 2022. 

Desde o início do ano, o país acumulou um saldo positivo de quase 1,8 milhão de empregos formais. Essa variação positiva abrange todos os cinco principais setores da economia e as 27 unidades federativas.

Os dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta terça-feira (28) revelam que o estoque total de empregos formais em outubro de 2023 atingiu 44,22 milhões, o maior já registrado na série histórica. 

Para se ter ideia, a variação foi positiva em quatro dos cinco setores econômicos e em 26 das 27 unidades federativas. Entre os destaques estão o setor de serviços, que teve o maior crescimento no emprego formal, gerando 109.939 novas vagas. Áreas como informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas registraram avanços. 

O comércio ficou em segundo lugar, com 49.647 novos empregos, destacando-se no varejo e em artigos de vestuário. A Indústria ocupou o terceiro lugar, com um saldo de 20.954 postos de trabalho, com destaques para a fabricação de açúcar em bruto e móveis.

Em outubro, 26 das 27 unidades federativas registraram saldos positivos, sendo São Paulo o estado com a maior relação entre admissões e demissões. Apenas Roraima apresentou variação negativa. 

Em termos de grupos populacionais, tanto mulheres quanto homens tiveram saldos positivos, e as pessoas com deficiência também registraram um aumento no emprego formal.

Analisando por faixa etária, os jovens até 17 anos, bem como aqueles de 18 a 24 anos, apresentaram saldos positivos, enquanto a faixa etária de 50 a 64 anos teve um saldo negativo. 

Quanto aos salários, o salário médio real de admissão foi de R$ 2.029,33, mantendo-se estável com uma pequena queda em comparação com setembro. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, houve um ganho real de R$ 16,34 (0,8%).

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.