x

TECNOLOGIA

Celular Seguro: saiba como se cadastrar no app de segurança do governo para casos de roubo ou furto de celulares

Veja como funciona aplicativo Celular Seguro, que está disponível pelo gov.br

08/01/2024 16:00:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Veja como funciona aplicativo Celular Seguro disponível pelo gov.br

 Celular Seguro: saiba como se cadastrar no app de segurança do governo para casos de roubo ou furto de celulares pixabay

O governo federal lançou no final de dezembro o aplicativo Celular Seguro para combater roubos e furtos de telefones celulares em todo o país. Com a iniciativa do  Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a vítima desses crimes poderá bloquear o aparelho, a linha telefônica e os aplicativos bancários em poucos cliques, de forma remota, e inviabilizar o acesso aos seus dados.

O app Celular Seguro é gratuito e pode ser acessado tanto na internet quanto instalado nos aparelhos ao fazer o download nas lojas dos sistemas Android e iOS. Para utilizar a novidade, o cidadão deverá ter conta no gov.br (nível bronze já é aceito).

De acordo com o MJSP, mais de 700 mil pessoas acessaram o aplicativo por meio da plataforma gov.br e, destas, pouco mais de 513 mil registraram os números das linhas de telefone que gostariam de bloquear remotamente. Uma semana após ser lançado, ainda de acordo com o ministério, foram bloqueados quase 4 mil aparelhos roubados, furtados, perdidos ou extraviados.

Como funciona o app Celular Seguro

O primeiro passo é baixar o aplicativo no seu celular. Na página inicial do app é possível escolher entre “Entrar com gov.br” ou “Registrar ocorrência”. Quando você optar por entrar com gov.br, insira seu CPF e senha.

Depois, autorize o uso de dados pessoais e clique em aceitar os termos de uso. Após o login, haverá a opção de “registrar telefone”, “pessoas de confiança” e “registrar ocorrência”. O primeiro passo é adicionar pessoas de confiança, inserindo nome, CPF e e-mail. Cada pessoa cadastrada no Celular Seguro poderá indicar outras, que poderão efetuar os bloqueios da linha telefônica, caso o titular tenha o celular roubado, furtado ou extraviado.

De acordo com o MJSP, o cadastro de “pessoas de confiança” é opcional e, se registradas como contatos de emergência, elas não terão acesso aos dados do celular, podendo, apenas, comunicar o crime no site ou aplicativo Celular Seguro, gerando o bloqueio do aparelho e de aplicativos. Nessa parte o usuário deve inserir todos os dados do seu celular e indicar uma pessoa.

Depois, basta registrar o telefone, sua operadora e indicar os contatos de segurança. Para funcionar, a linha de celular deve estar vinculada ao CPF da mesma pessoa. 

Assim, se seu celular for roubado ou furtado, basta que essas pessoas registrem o ocorrido no aplicativo e seu celular terá a linha telefônica e os bancos bloqueados.

Testes não podem ser desfeitos automaticamente

Muitos usuários decidiram baixar o app Celular Seguro e testar sua funcionalidade de bloqueio, mas o que muitos não sabiam é que uma vez acionado que o celular foi roubado ou furtado e o bloqueio solicitado, o mesmo não pode ser desfeito de forma automática.

Para reverter o teste, o usuário precisa entrar em contato com cada uma das empresas envolvidas com a trava e seguir o passo a passo para restabelecer o acesso.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.