x

difal

Difal: Comissão da Câmara aprova projeto que modifica regras tributárias para empresas do Simples Nacional

A proposta busca revogar a previsão legal de antecipação do recolhimento do Difal sem que haja o encerramento da tributação.

11/01/2024 11:30:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Comissão aprova projeto que exclui cobrança do Difal do Simples

Difal: Comissão da Câmara aprova projeto que modifica regras tributárias para empresas do Simples Nacional

A Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara dos Deputados deu o aval ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 176/19, que propõe alterações significativas no tratamento tributário para empresas enquadradas no Simples Nacional. A proposta, em análise na Casa, busca revogar a previsão legal de antecipação do recolhimento do Diferencial de Alíquota de ICMS (Difal) para tais empresas, sem que haja o encerramento da tributação.

O relator, deputado Jadyel Alencar (PV-PI), emitiu um parecer favorável ao texto, originado pela ex-deputada Paula Belmonte (DF). O projeto propõe modificações no Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, instituído pela Lei Complementar 123/06.

Segundo Alencar, a prática do Difal nas operações interestaduais tem onerado as pequenas e microempresas. Além da alíquota interestadual, o destinatário é compelido a quitar a diferença entre as alíquotas praticadas pelos estados envolvidos, impondo desafios de escala de produção e acarretando custos tributários e financeiros adicionais.

"A remoção desses entraves se faz necessária para mitigar os impactos negativos sobre as empresas do Simples Nacional, considerando a abordagem fiscalista adotada pelos entes federados na legislação vigente", justificou o parlamentar.

O PLP 176/19 seguirá para análise nas comissões de Finanças e Tributação, Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser apreciado pelo Plenário.

Com informações Agência Câmara de Notícias

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.