x

FINANÇAS

A urgência do letramento financeiro no Brasil

Relatório mostra cenário preocupante.

30/01/2024 21:00:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Letramento financeiro no Brasil

A urgência do letramento financeiro no Brasil Foto: Karolina Grabowska/Pexels

Imagine um Brasil onde cada cidadão, independentemente da idade, gênero ou renda, tenha o poder de tomar decisões financeiras conscientes, pavimentando o caminho para um futuro mais próspero e seguro. Esta visão é mais do que uma utopia distante, é uma necessidade urgente, como revelado pelo recente estudo do Banco Central do Brasil em colaboração com a OCDE em 2023.

O relatório mostra uma realidade preocupante: grupos como mulheres, idosos e populações de baixa renda, particularmente na região Nordeste, estão lutando para manter o passo no mundo financeiro. Esses grupos estão em desvantagem, refletindo não apenas uma lacuna de conhecimento, mas também um abismo de oportunidades. As estatísticas são claras: 64% dos brasileiros enfrentam desequilíbrios financeiros, e 65% não conseguem lidar com emergências sem recorrer a empréstimos.

O coração do problema reside na educação financeira limitada. Quando a maioria dos brasileiros expressa a preferência por economizar ao invés de gastar imediatamente, há uma centelha de esperança. No entanto, o mesmo relatório revela que muitos ainda lutam para sobrar dinheiro no final do mês. Isso não é apenas uma estatística; é uma realidade cotidiana que afeta milhões, restringindo sua capacidade de sonhar e planejar para o futuro.

O letramento financeiro vai além do simples entendimento de juros e inflação. Trata-se de capacitar indivíduos para fazer escolhas que não apenas atendam às suas necessidades imediatas, mas que também assegurem seu bem-estar a longo prazo. É sobre transformar incertezas em confiança, medo em conhecimento.

Quando refletimos sobre esses dados, não podemos deixar de sentir um misto de preocupação e determinação. A preocupação vem do reconhecimento das barreiras que muitos enfrentam. A determinação, por outro lado, nasce da crença inabalável de que, com as ações certas, podemos virar o jogo.

É vital que instituições financeiras, governos e educadores unam forças para desenvolver programas de educação financeira que sejam inclusivos e acessíveis. Precisamos de estratégias que alcancem os cantos mais remotos do país, que falem a linguagem das diversas camadas da população e que transformem números e conceitos em soluções práticas para a vida cotidiana.

Este é o chamado para uma mudança - um convite para cada um de nós ser um agente dessa transformação. Porque no final, um Brasil financeiramente letrado não é apenas um país mais rico, mas um lugar onde cada indivíduo tem a liberdade e a capacidade de construir sua própria história de sucesso.Por Diogo Angioleti, especialista em finanças e comportamento do Sistema Ailos

Fonte: Ailos

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.