x

Previdência

Novos descontos previdenciários impactam salários de fevereiro

Reajuste previdenciário considera o novo salário mínimo e o INPC.

01/02/2024 15:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Previdência: salário terá novo desconto em fevereiro

Novos descontos previdenciários impactam salários de fevereiro

Trabalhadores de diversas categorias, incluindo da iniciativa privada, empregados domésticos e servidores públicos, verão seus salários deste início de fevereiro com novos valores de desconto para a Previdência Social. 

As mudanças refletem as atualizações nas faixas salariais de recolhimento, determinadas pelos ministérios da Fazenda e da Previdência Social, que já estão em vigor desde a folha de janeiro, paga agora em fevereiro. Contribuintes avulsos também estão sujeitos a essas alterações.

A revisão das faixas salariais considerou o novo salário mínimo de 2024, fixado em R$ 1.412, além da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 2023, que foi de 3,71%. 

É importante ressaltar que as alíquotas de contribuição previdenciária são progressivas, ou seja, o cálculo é feito de acordo com a parcela do salário que se enquadra em cada faixa salarial.

Na prática, isso significa que o salário é dividido conforme a tabela, e cada faixa tem uma alíquota diferente de contribuição. Dessa forma, o desconto total para a Previdência é a soma dos valores calculados em cada faixa, o que resulta em uma alíquota efetiva menor sobre o total dos ganhos.

Para os trabalhadores da iniciativa privada, empregados domésticos e contribuintes avulsos, as alíquotas progressivas variam de 7,5% a 14%, conforme a tabela abaixo:

Salário de contribuição (renda mensal)

Alíquotas progressivas

Até R$ 1.412

7,5%

De R$ 1.412,01 a R$ 2.666,68

9%

De R$ 2.666,69 a R$ 4.000,03

12%

De 4.000,04 a R$ 7.786,02

14%

Para um trabalhador com salário de R$ 1.600, o cálculo seria:

  • 7,5% sobre R$ 1.412 (R$ 105,90 de contribuição);
  • 9% sobre os R$ 188 restantes (R$ 16,92 de contribuição);
  • Totalizando R$ 122,82 de contribuição.

Já para os servidores públicos, as alíquotas progressivas variam de 7,5% a 22%, conforme a tabela a seguir:

Tabela para trabalhadores da iniciativa privada:

Salário de contribuição (renda mensal)

Alíquotas progressivas

Até R$ 1.412

7,5%

De R$ 1.412,01 a R$ 2.666,68

9%

De R$ 2.666,69 a R$ 4.000,03

12%

De R$ 4.000,04 a R$ 7.786,02

14%

De R$ 7.786,03 a R$ 13.333,48

14,5%

De R$ 13.333,49 a R$ 26.666,94

16,5%

De R$ 26.666,95 a R$ 52.000,54

19%

Acima de R$ 52.000,54

22%

Para um servidor com salário de R$ 3 mil, o cálculo seria:

  • 7,5% sobre R$ 1.412 (R$ 105,90 de contribuição)
  • 9% sobre R$ 1.254,67 (R$ 112,92 de contribuição)
  • 12% sobre R$ 333,31 (R$ 39,99 de contribuição)
  • Totalizando R$ 258,81 de contribuição.

Essas mudanças nas alíquotas previdenciárias representam um ajuste importante no cenário financeiro dos trabalhadores brasileiros, refletindo as políticas de atualização e adequação do sistema previdenciário do país.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.