x

PREVIDÊNCIA

INSS não deve antecipar pagamento do 13º salário de aposentados em 2024

Veja o que foi divulgado até agora sobre o 13º salário do INSS 2024.

16/02/2024 11:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
13º salário do INSS 2024: o que se sabe até agora sobre a antecipação

INSS não deve antecipar pagamento do 13º salário de aposentados em 2024

O pagamento do 13º salário para os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi antecipado anualmente desde a Covid-19, assim, os aposentados e pensionistas receberam no primeiro semestre as duas parcelas do benefício entre 2020 e 2023 – que até então era paga no final do segundo semestre de cada ano.

Em 2023, a antecipação foi avaliada pelo governo e aprovada e os beneficiários receberam o 13º salário do INSS em maio e junho. Já em 2024, o cenário pode mudar.

Até o momento está previsto para o 13º salário do INSS 2024 retomar seu calendário pré-pandêmico e voltar a ser pago apenas no final do segundo semestre.

O INSS informou ao Valor Econômico no final de janeiro que não há previsão de antecipação em 2024.

Assim, o 13º salário do INSS 2024 deve ser pago em agosto e novembro, em vez de em maio e junho.

Os repasses da modalidade são estimados em R$ 62,7 bilhões e beneficiam 32,5 milhões de brasileiros.

Vale lembrar que por lei, não têm direito ao 13º salário aqueles que recebem benefícios assistenciais, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), embora haja discussão no governo sobre o tema.

Dessa forma, o número de benefícios com o 13º salário é menor do que o número total de benefícios pagos pelo INSS.

A elevação do piso do salário mínimo para R$ 1.412 também deve impactar as contas do governo e na decisão da não antecipação, elevando os gastos da Previdência neste primeiro semestre.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.