x

MEI

Contribuição do MEI ao INSS tem reajuste a partir de fevereiro

O motivo é o reajuste do salário mínimo, que subiu de R$ 1.320 para R$ 1.412 em 2024.

22/02/2024 11:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
MEIs terão reajuste na contribuição ao INSS a partir deste mês

Contribuição do MEI ao INSS tem reajuste a partir de fevereiro Foto: Unsplash

A partir deste mês, os Microempreendedores Individuais (MEIs) estão sujeitos a uma elevação nas suas contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) . Essa mudança decorre do recente reajuste no salário mínimo, que alcançou o valor de R$ 1.412 no ano em curso.

O prazo para quitar a guia de pagamento do MEI, denominada Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS-MEI), que inclui a contribuição ao INSS, expira no dia 20 de cada mês. É imprescindível observar essa data, pois o não pagamento ou a contribuição incorreta podem acarretar na perda de benefícios.

Assim, veja abaixo quais os valores pagos ao INSS a partir de fevereiro e prepare as economias.

Valores de contribuição do MEI ao INSS em 2024

Tipo de Atividade

Contribuição ao INSS (R$)

Taxa por Atividade (R$)

Total (R$)

Comércio e Indústria

70,60

1

71,60

Serviços

70,60

5

75,60

Comércio e Serviços

70,60

6

76,60

MEI Caminhoneiro (ICMS)

169,44

1

170,44

MEI Caminhoneiro (ISS)

169,44

5

174,44

MEI Caminhoneiro (Ambos)

169,44

6

175,44

É importante ressaltar que a DAS-MEI pode ser paga sem juros e multas até o dia subsequente, caso o dia 20 coincida com um feriado ou final de semana, quando não há expediente bancário.

O pagamento da contribuição refere-se ao mês anterior ao da quitação, ou seja, em fevereiro, os empreendedores pagam a DAS-MEI referente a janeiro.

Calendário de pagamento da contribuição do MEI ao INSS em 2024

Mês de Competência

Mês de Pagamento

Data de Vencimento

Janeiro

Fevereiro

20

Fevereiro

Março

20

Março

Abril

22

Abril

Maio

20

Maio

Junho

20

Junho

Julho

22

Julho

Agosto

20

Agosto

Setembro

20

Setembro

Outubro

21

Outubro

Novembro

20

Novembro

Dezembro

20

Principais alterações

  • Contribuições Fixas: as contribuições do MEI permanecem fixas, sendo 5% do salário mínimo para atividades de comércio, serviços e indústria, totalizando R$ 70,60 neste ano;
  • Alíquota para MEIs Caminhoneiros: MEIs no setor de transporte, como caminhoneiros, enfrentarão uma alíquota maior de 12%, resultando em R$ 169,44 de contribuição mensal;
  • Adicional de ICMS ou ISS: dependendo do tipo de atividade, há um acréscimo de cobrança de ICMS ou ISS, variando de R$ 1 a R$ 6;
  • Multa e Juros por Atraso: atrasos no pagamento geram multa de 0,33% ao dia, limitada a 20% no mês, além de 1% de juros e acréscimos referentes à taxa básica de juros, a Selic.

Como emitir a guia de pagamento do MEI

Passo a passo no programa gerador do DAS-MEI

  • Acesse PGMEI;
  • Informe o CNPJ de MEI e prossiga;
  • Em versão completa, use código de acesso ou certificado digital;
  • Crie código de acesso, se necessário;
  • Siga os passos fornecidos para gerar o código de acesso;
  • Acesse PGMEI e selecione "Emitir Guia de Pagamento (DAS)";
  • Escolha o ano-calendário e prossiga conforme orientações para visualizar e imprimir o DAS.

Passo a passo fácil no App Meu Sebrae

  • Baixe o app Meu Sebrae nas lojas App Store ou Play Store;
  • Crie uma conta informando CPF, nome, email e data de nascimento;
  • Acesse "Serviços" > "Serviços MEI" > "Pagamento de Contribuição Mensal" > "Boleto de Pagamento";
  • Cadastre nova empresa informando o CNPJ;
  • Escolha ano e mês vigente e baixe o boleto da DAS.

Quem pode ser MEI?

Para ser registrado como Microempreendedor Individual, a área de atuação do profissional precisa estar na lista oficial das categorias permitidas para atuação como MEI. Além disso, é necessário: 

  • Ter faturamento anual de até R$ 81 mil ou R$ 6.750 por mês; 
  • Não ter participação em outra empresa como sócio ou titular;
  • Ter, no máximo, um empregado contratado que recebe no máximo o salário mínimo ou o piso da categoria.

Quais benefícios do IMSS o MEI tem direito?

O MEI tem direito a salário-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio-reclusão. 

Além disso, sendo MEI, o profissional é enquadrado no Simples Nacional e não paga Imposto de Renda, Programa de Integração Social (PIS) , Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) , Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) . Com CNPJ, pode abrir conta em banco e tem acesso a crédito com juros mais baratos.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.