x

VEJA COMO USAR

Cartão corporativo: como funciona, para que serve e quando é hora de ter um?

A solicitação do cartão corporativo pode ser feita inclusive por MEIs.

28/03/2024 16:00:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Cartão corporativo é essencial para uma empresa? Entenda

Cartão corporativo: como funciona, para que serve e quando é hora de ter um?

Muitas empresas adotam o cartão corporativo dentro do negócio, mas nem todos sabem como usar, quais os limites e se é uma boa ideia ter um.

O cartão corporativo é uma forma dos empreendedores terem mais organização das finanças, possam ter um período estendido para pagar as contas e até mesmo ganhar descontos em produtos ou serviços essenciais.

O que é um cartão corporativo?

O cartão corporativo, também conhecido como cartão de crédito PJ ou empresarial, é uma modalidade de crédito oferecida para pessoas jurídicas — empresas ou organizações — usada para custear qualquer tipo de gasto do negócio. 

Dessa forma, uma empresa pode fazer compras, pagamentos ou qualquer transação financeira, com organização e registros necessários para declarações no futuro.

Quem pode ter um cartão corporativo?

Qualquer empresa que tenha um CNPJ ativo. Desde Microempreendedores Individuais (MEIs) ou qualquer outro tipo de pessoa jurídica, como MEs ou sociedades limitadas.

Hoje em dia, vários bancos oferecem cartões corporativos com taxas acessíveis — ou com a isenção dos valores em 100%. As exigências para abrir a conta podem variar, mas geralmente os principais critérios para solicitar o cartão PJ são:

  • A empresa deve estar com o CNPJ cadastrado nos órgãos oficiais, além de estar com sua situação regularizada (impostos em dia, sem dívidas);
  • Um bom histórico de crédito pode ser levado em consideração. O histórico dos sócios também pode ser analisado, principalmente nos casos em que é solicitado um cartão PJ pela primeira vez;
  • Tempo de registro: se a empresa for nova ou nunca tiver solicitado um cartão, pode ser mais difícil ter acesso ao crédito, ou receber um limite pequeno em um primeiro momento;
  • Comprovação de faturamento: na maioria das vezes, basta inserir a informação do quanto a empresa fatura por mês, mas, dependendo do tipo de cartão e limite desejado, podem ser solicitados comprovantes do valor que entra mensalmente;
  • Garantia: cartões PJ com limite baixo não terão garantias associadas, mas dependendo do banco — e novamente, do limite desejado — é possível que seja necessário fornecer algum tipo de garantia.

O que posso comprar com cartão corporativo?

Qualquer tipo de gasto associado com sua empresa pode ser feito com o cartão corporativo. Eles vão depender do tipo de empresa e de suas necessidades enquanto gestor, mas podem envolver:

  • Material de escritório, papelaria, objetos gerais;
  • Computadores, máquinas, impressoras, mouse, teclado;
  • Despesas de viagem, como passagens aéreas, reserva de hotel, aluguel de carro, táxi ou Uber;
  • Alimentação em viagens;
  • Despesas com lazer relacionado à empresa, como pagamento de contas em um jantar de negócios;
  • Pagamento de serviços de consultoria, funcionários terceirizados, treinamento para os colaboradores ou sócios;
  • Assinatura de softwares/plataformas que viabilizam a execução do serviço ou produto;
  • Despesas com publicidade, como pagamento de anúncios na mídia tradicional (outdoors, espaço em revistas, tempo de tela em comerciais) ou na internet (Google ou Instagram Ads);
  • Despesas diárias do escritório, como serviços de limpeza, instalações e manutenções.

Também é possível fazer o pagamento de contas com cartão de crédito, como a mensalidade da contabilidade e até mesmo impostos. Algumas empresas contábeis oferecem essa opção sob o pagamento de uma pequena taxa.

Quais são as vantagens do cartão corporativo?

Usar um cartão de crédito corporativo é uma ação com diversas vantagens. Desde um ganho na organização e otimização da rotina, até mesmo o ganho de benefícios, como cupons e cashback.

Otimização do fluxo de caixa

Essa dica vale para o uso de cartão de crédito em geral, tanto para PF quanto para PJ. Se o empresário tem um bom controle das finanças da empresa, pode deixar o dinheiro rendendo — ou alocá-lo para outros gastos importantes — enquanto ganha um tempo até o vencimento da fatura.

Para que essa otimização seja feita de forma satisfatória, tenha uma organização dos valores que entram todos os meses e garanta que terá o montante necessário para pagar o cartão de crédito na data de vencimento da fatura.

Ao contrário de outras contas empresariais, não é fácil flexibilizar a data de vencimento do cartão de crédito e os juros são bem altos.

Maior controle sobre os gastos

Outra dica válida para quem já tem uma boa organização financeira e um caixa saudável. É possível categorizar os valores, entender quanto é destinado para cada tipo de gasto e rever práticas negativas (gastou muito com publicidade paga no mês seguinte e precisa ajustar), por exemplo.

Separação entre gastos pessoais e da empresa

Muito importante principalmente para pessoas com negócios pequenos ou que são empreendedoras individuais. Misturar os gastos pessoais com os da empresa é mais comum do que pensamos — e é algo que pode trazer muita dor de cabeça no futuro.

O empresário e sua empresa são "entidades" diferentes e que devem ter os gastos bem delimitados separadamente. Isso é fundamental para manter um fluxo de caixa saudável, além de evitar que misture as despesas e perceba no fim do mês que as contas não estão fechando.

Organização da contabilidade

Hoje em dia, existem empresas de contabilidade que fazem a portabilidade automática dos dados da conta-corrente e do cartão com os relatórios enviados para a Receita Federal.

Essa organização permite que o empreendedor mantenha todas as despesas registradas, documentadas e prontas para o envio de relatórios e declarações mensais ou anuais, tão comuns na rotina de um empreendedor. 

Benefícios mensais

Já faz tempo que bancos não oferecem apenas crédito para os clientes — e vale também para clientes PJ. Hoje em dia, se destacam ao oferecer cashback na fatura (dinheiro de volta dependendo do valor dos gastos do mês) ou cupons em lojas parceiras.

Assim é possível ganhar um desconto para comprar material de escritório, contratar aquele software importante com condições especiais ou adquirir passagens e hospedagens com valor mais baixo do que o convencional.

Na hora de procurar por um bom cartão para a sua empresa, lembre-se de analisar além do crédito e investigar quais são os benefícios adicionais oferecidos ao empreendedor.

Fonte: Exame

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.