Contábeis o portal da profissão contábil

13
Dec 2017
20:45

Tributário

A Importância da Revisão da Classificação Fiscal de Mercadorias em 2017

A revisão das classificações fiscais já utilizadas é fundamental, tanto para obter a certeza do código NCM como para evitar surpresas desagradáveis com o fisco.

24/11/2017 08:38

1.959 acessos

A importância da revisão da Classificação Fiscal
O código NCM identifica a tributação de IPI, ICMS, PIS, COFINS, II, etc., portanto se o mesmo estiver errado toda a tributação poderá estar.

No final de 2016 o sistema harmonizado, que hoje conta com mais de 10.000 códigos sofreu grandes alterações, dentre elas podemos citar: códigos renumerados, fundidos, suprimidos e desdobrados.

Essas alterações do Sistema Harmonizado foram ratificadas na NCM pelas Instruções Normativas 1.666 e 1.667 (DOU 07/11/2016), com efeitos a partir de 01/01/2017, e com a incorporação na TIPI pelo Decreto 8.950 (DOU 30/12/2016).
Os motivos dessas mudanças são muitos, pois afetam a circulação mundial de mercadorias de mais de 170 países e incluem questões relacionadas ao meio ambiente e avanços tecnológicos, afinal assim como o progresso não é estático o Sistema Harmonizado, que é a raiz da NCM, também não o é.

As mudanças superam 230 conjuntos de alterações dentre elas, 25 relacionadas a maquinário, 15 do setor têxtil, 18 no setor de transportes, 85 no seguimento agrícola, 45 no químico, 13 em obras de madeira, 6 relacionadas a metais e mais 26 relacionadas a outras mercadorias.

Em razão disso é de suma importância revisar os códigos NCM em utilização, visando evitar diversos tipos de problemas, por exemplo a utilização de um código suprimido, que pode gerar a rejeição da NF-e. Também pode gerar a não aplicação da substituição tributária, ou gerar de forma indevida, se o código NCM outrora utilizado tenha sofrido alguma das alterações mencionadas. 

Apesar da necessidade e da importância da revisão dos códigos NCM em utilização milhares de empresas ainda fazem uso de códigos NCM que não condizem com a mercadoria em questão, fato que pode gerar penalidades fiscais inesperadas.

Claudio Cortez Francisco
Classificador Fiscal e Merceologista​​
www.classificadorfiscal.com.br

Escrito por

Claudio Cortez Francisco

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso. Página carregada em 0.05 segundos.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César