x

ARTIGO EMPRESARIAL

A LGPD já pegou! Ainda vai pagar para ver?

Neste artigo entenda mais sobre o andamento da LGPD que já está em ação

20/07/2021 16:30:01

4,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A LGPD já pegou! Ainda vai pagar para ver? Foto: Pexels

As estatísticas são mais um fator que está concorrendo à favor da necessidade de adequação das empresas e entidades para que estejam em conformidade com a Lei 13709/2018, conhecida como Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD.
 
Segundo levantamento do escritório LBCA, entre janeiro e junho de 2021 foram ajuizados 660 ações envolvendo o tema da LGPD. Desta quantidade, 636 foram propostas no Estado De São Paulo.
 
Esses números são representativos pois a Lei ainda é recente na cabeça da maioria das pessoas, porém, estas 660 ações representam titulares de dados que estão buscando no judiciário reparação por dados pessoais vazados.
 
Ainda assim, mesmo para o Judiciário este tema é novo, e o peso deste noviciado é a postura dos Magistrados que nem sempre tem exigido dos proponentes a prova dos prejuízos sofridos pelo alegado vazamento de dados.
 
Mas isso nem sempre é a tônica e nesta divisão de postura entre os Juízes outros tantos tem proferido decisões condenando empresas sem esse conjunto probatório tão robusto.
 
A Loggicalis, empresa de tecnologia, em recente estudo reportou que 11% das 120 empresas pesquisadas estavam se adequando à LGPD. Número baixo e que retrata o que de fato as empresas estão esperando.
 
Essa espera ou esse “pagar para ver” pode trazer, além de prejuízos de eventuais reparação de danos, multas aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados – ANPD que à partir de agosto de 2021 aplicará as multas que entrarão em vigor.
 
O fato é que a Lei está vigente e as multas, muito em breve. Ou seja, a Lei já pegou. Os titulares de dados estão se apoderando da Lei e irão sim exigir seus direitos. A banalização do uso de dados irá rumar para que os titulares de dados busquem seus direitos com maior frequência e isso sem dúvida custará para as empresas e entidades que não estiverem em conformidade com a Lei multas e prejuízos financeiros e até mesmo reputacionais.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.