x
2014-01-08T09:41:56-02:00

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 2.913

acessos 540.857

Multa atraso entrega GFIP

há 5 anos Sábado | 21 novembro 2015 | 10:27

pessoal

bom dia

o fenacon esta correndo atras de resolver junto aos deputados esta situação!
att

o sucesso de amanha, depende do empenho hoje!!!
há 5 anos Sábado | 21 novembro 2015 | 11:43

Segundo a solução de consulta abaixo, retificação não teria multa e pela lógica recálculo também não. Se assim fosse estariamos recebendo multas de DIRF, DCTF, DACON, SPEDS, IRPF etc, que é muito comum ter retificações. Porém como temos um governo autoritário, tudo é possivel:

SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 5 DE 02.02.2012

D.O.U.: 22.02.2012

ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias

EMENTA: GFIP. INFRAÇÕES. CORREÇÃO. RETIFICADORA. DENÚNCIA ESPONTÂNEA.

A entrega da GFIP retificadora antes do início de qualquer procedimento fiscal, acompanhada, se for o caso, do pagamento das contribuições e dos acréscimos moratórios devidos, exclui a responsabilidade pelo cometimento de infrações decorrentes de erro ou omissão de informação na declaração, excetuada a penalidade relativa a atraso na entrega do instrumento declaratório original.

DISPOSITIVOS LEGAIS:

Lei nº 5.172, de 1966, art. 138;

Lei nº 8.212, de 1991, art. 32, IV. Dispositivos Infralegais.

Instrução Normativa RFB nº 971, de 2009, arts. 472 e 476;

Instrução Normativa RFB nº 880, de 2008, anexo único.

ISABEL CRISTINA DE OLIVEIRA GONZAGA

Chefe

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 07:47

Pessoal bom dia! Por favor vamos continuar a pedir as nossos amigos no Facebook e contatos de e-mail para que assinem a petição publica pedindo a aprovação do Projeto de Lei 7512/2014 que dá anistia dessas multas da GFIP.... não completamos nem 6000 assinaturas ainda

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=br78897

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. (Jo 1:12;13)
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 08:25

Bom Dia Christriano ,

Essas assinaturas são para pessoa física ( contadores, contabilistas ) , em geral ?

Att.

Nilson Moura

( você nunca sabe que resultados virão da sua ação .
mas se vc não fizer nada, não existirão resultados ) Mahatma Gandhi
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 09:28

São para todos que são contra essas multas sem cabimento da GFIP e a favor do projeto de lei 7512/2014

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. (Jo 1:12;13)
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 09:35

Bom dia amigos,

Segunda brava hein, com esse medo, sem apoio de ninguem.

Mas vamos lá, vamos pra rua.

Dia 27 será nossa primeira reunião.

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 09:43

Segunda-feira desanimada por conta disso tudo.

Clientes e mais clientes ligando e mandando emails com ameaças e acusações sérias a nós. Isso causando perda de clientes e desentendimentos.

Para quem tem mais GFIPs em atraso, acredito que esteja colocando tudo em ordem antes que fique pior. Eu estou em cima disso.

E dando ordens aos colaboradores para ninguém mais atrasar mais nada de agora em diante, nada mesmo!

Dia 27/11 é nossa hora!

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:02

Mesa redonda sobre multas da GFIP reúne especialistas no Sindcont-SP - DIA 27/11/2015 - SEXTA-FEIRA.
INSCRIÇÕES GRATUITAS.


A fim de esclarecer os Profissionais da Contabilidade quanto às multas aplicadas pela Receita Federal do Brasil – RFB por atraso na entrega da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social – GFIP, o Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP promoverá, em 27 de novembro, uma mesa redonda dedicada a tratar do assunto. Arnaldo Faria de Sá, deputado deferal e Contabilista, Maria Anselma Coscrato, empresária contábil e diretora da Associação das Empresas de Serviços Contábeis do Estado de São Paulo – Aescon-SP, e Henri Romani Paganini, consultor jurídico da Entidade para assuntos tributários, discutirão o assunto que é motivo de muitas dúvidas entre os Profissionais Contábeis. Com início às 14h, a atividade é gratuita e será realizada na sede social do Sindicato. As inscrições podem ser feitas aqui.

Para o presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP, Jair Gomes de Araújo, trata-se de uma importante iniciativa da Entidade orientar os Profissionais da Contabilidade quanto à aplicação de multas pela entrega extemporânea da GFIP. “Por meio desta mesa redonda, o público poderá ampliar seu entendimento sobre as penalidades da GFIP por meio de três perspectivas: a do empresário contábil, a jurídica e a do poder público, o que muito enriquecerá e elevará o nível técnico da discussão sobre o assunto”, destaca o presidente da Entidade sobre a atividade.

Durante a mesa redonda, os participantes realizarão uma apresentação sobre o tema, que será seguida por uma rodada de perguntas feitas pelo público. Deputado federal, Contabilista e advogado, Arnaldo Faria de Sá se juntará Henri Romani Paganini, consultor jurídico do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP para assuntos tributários desde 2006. O profissional é bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, o colaborador da Entidade é pós-graduado em Direito Tributário e também técnico em Contabilidade.

Maria Anselma Coscrato dos Santos também participará do debate. Formada em Ciências Contábeis e Direito, a profissional tem especialização em Direito Tributário pela Universidade de São Paulo – USP e pós-graduação em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e em Controladoria e Finanças pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – FEA-USP. É sócia fundadora da empresa Contac Contabilidade, Assessoria e Consultoria desde 1977, juíza do Tribunal de Impostos e Taxas de São Paulo há mais de sete anos, diretora social do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoria, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo - Sescon-SP por três anos, diretora da Associação das Empresas de Serviços Contábeis do Estado de São Paulo-SP pelo mandato de 2013 a 2015 e conselheira do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal do Brasil - CARF, em Brasília, há quatro anos. Foi delegada do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – CRC SP por 25 anos e conselheira da mesma entidade por quatro anos. É fundadora do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas - Sindecar de Porto Ferreira e região. Foi perita judicial na cidade de Porto Ferreira por mais de 10 anos. Em 2010, Maria Anselma Coscrato recebeu o Prêmio Mulher de Negócios Sebrae em nível Estadual. A profissional construiu sólida carreira nas áreas de Contabilidade, Direito Tributário e Direito Trabalhista Empresarial.


Fonte: http://www.sindcontsp.org.br/menu/noticias-sobre-o-sindcont-sp/id/3281/

Inscrições: http://www.sindcontsp.org.br/menu/agenda-de-cursos/736/





===========================================
                    J E S U S     T E     A M A
 A comunicação começa com um sorriso.
           Deus é Jóia, o resto é bijuteria.
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:17

importantante

gente no dia 27/11, vamos prestar atenÇÃo no andamento da mesa redonda, podem tentar colocar em pauta que a multa É devida. nÃo sabemos o que estÃo conversando com a receita federal. precisamos de gente do nosso lado, nÃo vamos aceitar passivamente se o rumo do debate for para esse lado.

queremos apoios, para brigarmos contra esse absurdo, e se nÃo tiver jeito de brigar, um jeito de cancelar as multas.

vamos amigos contadores............!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:25

Galera Noticia Boa...

O vice-presidente da Fenacon Região Centro-Oeste, Francisco Claudio Martins Junior, e o assistente de projetos José Luiz Faria se reuniram com deputados federais na manhã de hoje (19) para esclarecer assuntos relativos às multas que têm sido emitidas às empresas referentes à GFIP.

Na conversa com os parlamentares, entre eles os deputados federais Izalci (PSDB-DF) e Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), a Fenacon levou a reivindicação das empresas contábeis sobre multas cobradas, para que se pense em uma solução definitiva para a extinção das multas relativas aos atrasos de 2009 a 2013, com a aprovação do PL 7512/2014.

A Fenacon acompanha o caso e continuará a agir para que não sejam cobrados valores abusivos de forma injusta das empresas e contribuintes

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:32

Isso mesmo amigos!

Já assinei abaixo assinado, curti página no facebook. Também recebi várias multas aqui em minha cidade, inclusive sei de contadores daqui que receberam e estão calados. Temos que unir nossa classe, chega de sermos concorrentes uns dos outros, temos que ser como os advogados unidos, pois sabemos muito bem de nossa responsabilidade, hoje estamos pagando o preço de nossa desunião. Posso até não ir em Brasília junto com vocês mas quero que saibam que estou com todos até o final, nem que esse final seja a falência nossa, mas sei que vamos vencer essa batalha, vamos impugnar!

Tenho cliente me pressionando também, mesmo eu mostrando o material que possuo referente esse absurdo, mas não querem entender a situação, para quem está me ameaçando querem me processar, tudo bem faça, querem caçar meu CRC cacem. Pois se todos nossos cliente fizerem isso aí quero ver o CRC sobreviver com tantos contadores inativos.

Força pessoal!!!!

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:43

vamos pedir apoio aos crc que pagamos e nao nos ajudam em nada, É dinheiro pago e jogado fora pois nem se manifestam a nosso favor

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:45

Bom dia, nobres colegas!

Desde a semana passada venho acompanhando esse tópico e venho partilhar da indignação sobre a posição da Receita Federal ao cobrar essas multas.

Somos uma classe extremamente desvalorizada e para ganharmos o pão de cada dia nos sujeitamos a grandes riscos. Muitas vezes não sabemos de tais e tomamos conhecimento depois de alguns anos, como é o caso agora.

Há duas semanas fui "premiado" com essa incoerência do pode público. Embora o valor tenha sido pequeno, me senti extremamente revoltado com tal ato, que só ocorre no nosso país. Somos obrigados a pagar a conta pela má gestão dos nossos governantes, que são gananciosos e só pensam em si. Esquecem-se que estão ali não para desfrutar de regalias, mas sim para fazer o melhor para a população.

Pensei em protocolar a impugnação para as multas, mas com certeza, administrativamente, não obteria resultado satisfatório. Contratar um advogado posteriormente sairia mais oneroso e enfim, só restava pagar. Porém, consultando, verifiquei que o lançamento da multa partiu da decisão do empresário de lançar um pro-labore retroativo para fins bancários, concluindo que a culpa não poderia ser imposta apenas a minha pessoa. O que me resta a fazer é chamar o cliente e explicar a situação, mas todos sabemos que é uma questão delicada de se tratar e posso perder o cliente, que é um dos mais pontuais e corretos aqui do escritório. Embora o atraso da entrega não tenha sido por minha culpa, o cliente pode alegar que eu deveria ter alertado ele para tal ônus. E aí, o que dizer?? Situação chata e que nos deixa desmotivados e insatisfeitos com nossa profissão.

Lendo o tópico e pensando na impugnação deixo aqui minha colaboração que poderia ser acrescentado no modelo:

Existem duas situações que já li a respeito,

*uma seria o caso da Lei entrar em desuso pela falta de cobrança;

*e a outra seria o caso de duas Leis entrarem em discordância (com o ato de cobrar e outro de não cobrar, como citado na Solução do Cosit anexado ao tópico), o contribuinte pode usar a que melhor lhe convém. Ou seja, se um artigo diz que será isentado e o outro não, há um conflito, podendo o contribuinte optar por aquilo que é melhor para ele.

Infelizmente não sei a base legal para tais sugestões, pois as consegui em cursos e leituras. Mas através de uma busca na internet facilmente será encontrado.

Espero ter ajudado e partilho dos mesmo sentimentos que todos vocês estão sentido.

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 10:47

bom dia a todos

A Fenacon se reuniu na tarde da última sexta-feira (20) com o Ministério da Fazenda para esclarecer assuntos relativos às multas que têm sido emitidas às empresas referentes à GFIP. Participaram da reunião o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Tarcísio de Godoy, a presidente do Conselho Regional de Contabilidade do DF (CRC/DF), Sandra Batista, o presidente do Sindiconta/DF, Marcello Moreira e o Deputado Federal Izalci (PSDB/DF).

A Fenacon levou a reivindicação das empresas contábeis sobre multas cobradas, para que se construa de forma conjunta uma solução definitiva para a atual situação das multas relativas aos atrasos de 2009 a 2013. Uma das opções viáveis seria a aprovação do PL 7512/2014, que tramita na Câmara dos Deputados.

O secretário-executivo do MF, Tarcísio de Godoy, garantiu que levará o caso ao conhecimento da Receita Federal e se reunirá com o secretário do órgão, Jorge Rachid, para discutir as soluções possíveis.

fonte :site fenacon

o sucesso de amanha, depende do empenho hoje!!!
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 11:37

"Segue em anexo lista com nomes, telefones e email dos deputados que deverão estar presentes na proxima votação da PL 7512/2014 em 25/11.
Precisamos ligar, mandar emails pedindo a aprovação da PL, bem como o estendimento do prazo para 2015.
Também cobrar a presença do relator Jorge Corte Real tel 61 3215-5621, dep.jorgereal@camara.leg.br, na ultima semana ele não estava presente.
Segundo informações a PL foi retirada da pauta porque se trata de um assunto melindroso, e não podiam aprovar sem a presença do relator."

"Conversei na Fenacon ontem com o Sr.Jose Luiz e foi dito que hoje no final da tarde sera a primeira reunião deles com a receita, na conversa achei ele um pouco evasivo sobre uma solução imediata, então peço a todo que possível envie e-mail ou liguem para la citando a reunião e pressionando."

" Por favor vamos continuar a pedir as nossos amigos no Facebook e contatos de e-mail para que assinem a petição publica pedindo a aprovação do Projeto de Lei 7512/2014 que dá anistia dessas multas da GFIP.... não completamos nem 6000 assinaturas ainda
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=br78897 "

Esses são alguns relatos e sugestões de colegas que como eu estão na mesma situação de desespero, se realmente as multas forem aplicadas muitos de nós fecharemos as portas, não temos condições de pagar essas multas, a entrega em atraso não gero prejuízo ao governo, alguns relatam aqui valores absurdos acima de R$ 50.000,00, como poderemos arcar com isso, os clientes não querem saber, já pagam impostos elevados e nos pagam para que não ocorra tais fatos, então a responsabilidade vai recair sobre nós, temos que nos unir e entrar em ação:

1- Enviar email todos os dias a Fenacon
2- Enviar emails, se possivel ligar aos deputados que participaram da votação dia 25/11 da PL 7.512/2014, tentando r covencelos da importancia do PL.
3- Enviar email e ligar ao relator que não estava na votação anterior, Jorge Corte Leal, (61) 3215-5621, dep.jorgecortereal@camara.leg.br.
4- Assinar a petição publica.
5- Participar da mesa redonda dia 27/11 no Sindcont

Temos que ter atitude e lutar, temos que buscar o que queremos, ninguem vai fazer por nós.

Tem alguma forma do administador do site colocar a convocação do Sindcont na pagina principal? Estive conversando com colegas e muitos não sabem, vamos divulgar, e se souberem como fazer para falar com administrador do site colocaremos a convocação na pagina inicial.
obrigado!


"Segue em anexo uma lista com nomes, telefones e email dos deputados que deverão estar presentes na proxima votação da PL 7512/2014 em 25/11.
Precisamos ligar, mandar emails pedindo a aprovação da PL, bem como o estendimento do prazo para 2015.
Também cobrar a presença do relator Jorge Corte Real tel 61 3215-5621, dep.jorgereal@camara.leg.br, na ultima semana ele não estava presente.
Segundo informações a PL foi retirada da pauta porque se trata de um assunto melindroso, e não podiam aprovar sem a presença do relator."
"Conversei na Fenacon ontem com o Sr.Jose Luiz e foi dito que hoje no final da tarde sera a primeira reunião deles com a receita, na conversa achei ele um pouco evasivo sobre uma solução imediata, então peço a todo que possível envie e-mail ou liguem para la citando a reunião e pressionando.
" Por favor vamos continuar a pedir as nossos amigos no Facebook e contatos de e-mail para que assinem a petição publica pedindo a aprovação do Projeto de Lei 7512/2014 que dá anistia dessas multas da GFIP.... não completamos nem 6000 assinaturas ainda
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=br78897 "
Esses são alguns relatos e sugestões de colegas que como eu estão na mesma situação de desespero, se realmente as multas forem aplicadas muitos de nós fecharemos as portas, não temos condições de pagar essas multas, a entrega em atraso não gero prejuízo ao governo, alguns relatam aqui valores absurdos acima de R$ 50.000,00, como poderemos arcar com isso, os clientes não querem saber, já pagam impostos elevados e nos pagam para não ocoorer tais fatos, então a responsabilidade vai recair sobre nós, temos que nos unir e entrar em ação:
1- Enviar email todos os dias a Fenacon
2- Enviar emails, se possivel ligar aos deputados que participaram da votação dia 25/11 da PL 7.512/2014, tentando r covencelos da importancia do PL.
3- Enviar email e ligar ao relator que não estava na votação anterior, Jorge Corte Leal, (61) 3215-5621, dep.jorgecortereal@camara.leg.br.
4- Assinar a petição publica.
5- Participar da mesa redonda dia 27/11 no Sindcont
Temos que ter atitude e lutar, temos que buscar o que queremos, ninguem vai fazer por nós.
Tem alguma forma do administador do site colocar a convocação do Sindcont na pagina principal, estive conversando com colegas e muitos não sabem, vamos divulgar, e se souberem como fazer para falar com administrador do site colocaremos a convocação na pagina inicial.
obrigado!

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 11:47

Bom Dia Rosana Braga, tudo bem?

Passe a lista de e-mails, na mensagem acima está faltando.... e também dos órgãos envolvidos como o Fenacon por exemplo.
Abraços e obrigado.


===========================================
                    J E S U S     T E     A M A
 A comunicação começa com um sorriso.
           Deus é Jóia, o resto é bijuteria.
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 11:58

Bom dia!

Se houver algum moderador logado, preciso enviar/anexar a lista dos deputados que estaram na votação dia 25/11 e gostaria de saber se é possivel anunciar a palestra que será realizada dia 27/11, no Sindcont, sobre multas GFIP?

obrigado!

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 12:28

Atencão profissionais do RJ divulguem:

O CRC - RJ, convocou reunião para tratar das multas da GFIP dia 23/11 as 17h. a Rua 1º de Março 33., 18º andar - Centro , vamos lá para ocupar o plenário a fazer valer nossa voz.

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 12:28

Bom dia Rosana e demais!

Salve sua lista em *.pdf, clique em 'Enviar arquivo' no topo deste tópico, escolha o arquivo pdf salvo e envie.

Em poucos minutos o arquivo estará disponível.

Jorge Luiz Alves Bezerra
Supervisor, coordenador, palestrante, consultor
Legislação Trabalhista e Previdenciária

Site: http://www.jltreinamentoeconsultoria.blogspot.com
ASSINE NOSSA NEWSLETTER
email: jltreinamentoeconsultoria@gmail.com
há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 12:33

Boa tarde!
Me corrijam se eu estiver errada, mas acredito que a aprovação do Projeto de Lei 7512/2014 não vai resolver o problema da maioria... Devemos pedir para anulação dessas multas, referentes as declarações enviadas em atraso, sem restringir o prazo de envio após o vencimento da obrigação acessória.
Vejo que a maioria dos escritórios não quer assumir a causa por expor que também enviava as informações com atraso. Esse é o problema da classe, tem sempre alguém querendo aproveitar para se dizer melhor que o outro. Estamos todos no mesmo barco! E até então, transmitir GFIP em atraso não acarretava nenhum prejuízo para as empresas. Nunca enviei as guias em atraso, mas para quem não tinha funcionário, enviava a GPS gerada pelo site e depois transmitia a declaração. A maioria fazia assim! Quantas vezes esse envio em atraso é por estarmos apertados resolvendo problemas da mesma empresa, como recálculos, questões trabalhistas e outras mais.

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 12:39

também acho assim deveríamos pedir anulação sim de todas as multas, que antes como nos sabemos nunca foi cobrado, agora querem cobrar
só Jesus, e ainda retroativo. cobrar somente depois da mudança do programa que ate hoje e o mesmo.

há 5 anos Segunda-Feira | 23 novembro 2015 | 13:27

Concordo com a Daniela....

Gente temos que fazer barulho, infelizmente no Brasil, só funciona assim.

Vamos deixar a Educação em casa pelo menos um dia na vida e lutar pelos nossos direitos...

Não vamos discurtir casos aqui, ah o meu é assim... o meu é assado....

Vamos lutar por todos, da extinção da MULTA, e se não conseguimos a Extinção total, que tenhamos um prazo para colocar tudo em dia e ser cobrado a partir de 2016. por exemplo. Que ainda seria um absurdo.

ALEX DE AZEVEDO.

Página 37 de 104
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.