x

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 3

acessos 82

Empregada doméstica

Débora

Prata DIVISÃO 1, Auxiliar Depto. Pessoal
há 48 semanas Segunda-Feira | 15 fevereiro 2021 | 21:54

Boa noite!

Minha empregada  foi admitida em 17/02/20 e foi afastada no dia 15/12/20.
 Minha dúvida é referente ao salário maternidade:
- Os 15 dias trabalhado em Dezembro dar direito à  ela receber o mês completo?  ou proporcional só os 15 dias?
- Como é  feito os cálculos referente ao salário maternidade?
- Ela fica recebendo pelo INSS o salário mínimo completo ou  proporcional já que ela tem 10 meses?

Desde já agradeço a atenção!

Débora

Prata DIVISÃO 1, Auxiliar Depto. Pessoal
há 48 semanas Terça-Feira | 16 fevereiro 2021 | 15:33

Boa tarde, Carlos Alberto!!

Neste caso, o empregador vai recolher o DAE de Dezembro referente aos 15 dias pagos é isso mesmo?
E o mês  de Janeiro, Fevereiro ... o DAE é recolhido no valor de um salário mínimo?
Minha dúvida é referente ao recolhimento do DAE se fica recolhendo de acordo com o último salário  recebido ( Dezembro) ou salário completo (mínimo atualizado).

Consultor Especial

Carlos Alberto dos Santos

Consultor Especial , Analista Pessoal
há 47 semanas Quarta-Feira | 17 fevereiro 2021 | 06:45

1 -  o empregador vai recolher o DAE de Dezembro referente aos 15 dias pagos é isso mesmo?
R- Sim

2 - E o mês  de Janeiro, Fevereiro ... o DAE é recolhido no valor de um salário mínimo? R - Enquanto estiver recebendo o salario maternidade pelo INSS, não há recolhimento pelo DAE, afinal o contrato de trabalho está suspenso.

3 - Minha dúvida é referente ao recolhimento do DAE se fica recolhendo de acordo com o último salário  recebido ( Dezembro) ou salário completo (mínimo atualizado).
R - Enquanto estiver afastada NÃO há recolhimento, se houver o INSS cancela o beneficio, entendo que a mesma já retornou ao trabalho, e como se fosse um empregado normal.

whatsapp = 12.9.9768.5454


















RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.