2011-04-19T18:09:55-03:00
x

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 8

acessos 2.134

Conectividade Social

há 8 anos Quarta-Feira | 20 abril 2011 | 09:58

Você terá que conseguir um certificado digital junto a uma das instituições autorizadas a emitir. Pode ser qualquer um dos certificados digitais da ICP-BRASIL (e-CPF, e-CNPJ, etc...)
Quando você acessa o site novo da conectidade ele exige a indicação desse certificado para o acesso.

O preço do certificado está mais ou menos assim:

e-CNPJ A3 Certisign - em cartão + leitora USB - 1 anoR$ 340,00
e-CNPJ A3 Certisign em cartão (requer leitora) - 1 anoR$ 215,00
e-CNPJ A3 Certisign (exige mídia criptográfica) - 1 anoR$ 165,00
e-CNPJ A3 Certisign (exige mídia criptográfica) - 3 anosR$ 245,00
e-CNPJ A3 Certisign em cartão (requer leitora) - 3 anosR$ 295,00
e-CNPJ A3 Certisign - em cartão + leitora USB - 3 anosR$ 445,00

há 8 anos Quarta-Feira | 20 abril 2011 | 15:28

A Circular da CAIXA nº 547/2011, publicada no DOU de 20 de abril de 2011, trouxe as orientações a respeito da certificação digital emitida no modelo ICP-Brasil, como forma de acesso ao canal eletrônico de relacionamento Conectividade Social. Esta passará a ser a forma exclusiva de acesso ao canal eletrônico de relacionamento Conectividade Social, por meio da Internet, inclusive para envio e recebimento de arquivos, no endereço eletrônico https://conectividade.caixa.gov.br ou no sítio da CAIXA, http://www.caixa.gov.br.

Todas as funcionalidades relativas ao FGTS disponíveis no aplicativo cliente do Conectividade Social - CNS - e no ambiente "Conexão Segura" estão contempladas na nova versão do Conectividade Social que utiliza a certificação digital emitida no modelo ICP-Brasil, inclusive o envio de arquivos SEFIP, envio de arquivos GRRF, envio de arquivos SIUMP e outros.

A obrigatoriedade de utilização deste novo modelo de certificação digital (ICP-Brasil) será a partir de 01 de janeiro de 2012. Portanto, a versão do Conectividade Social que utiliza os certificados digitais em padrão diferente do ICP-Brasil permanecerá disponível até 31/12/2011.

Informações operacionais e complementares, material de apoio para solução de dúvidas e canais de suporte estão disponíveis no sítio da CAIXA na Internet, http://www.caixa.gov.br, opção "FGTS".

há 8 anos Quarta-Feira | 20 abril 2011 | 15:29

Boa Tarde!!

A procuração eletrônica que os escritórios de contabilidade possuem dos clientes, também poderar ser usada para fins de conectividade social? Ou todos os clientes (que ainda não tem) serao obrigados a adquirir esse certicado?

Outro questionamento é o seguinte: Algumas empresas já tem esse certificado para emissão de NF-eletronica. Porem a maioria usa o A3 que é armazenado no tokem ou no cartão. Esse tokem ou cartão fica de posse das empresas. Como os escritorio farão as movimentações todos os meses de GFIP, GRRF e etc... se o certificado fica com o cliente?

No Aguardo de Comentários!

Atenciosamente
Ericka

Sucesso é a constância do Propósito.
há 8 anos Quarta-Feira | 20 abril 2011 | 16:13

Erica, sobre a primeira duvida, todas as empresas deverão ter o Certificado Digital, com a data limite de 31/12/2011, segundo uma nova circular da CEF.

Sobre a segunda duvida, a empresa (cliente) devera outorgar ao Certificado Digital do escritório os poderes relativos às movimentações mencionadas. Será praticamente a mesma coisa como acontece com os disquetes, mas neste caso, na maioria das vezes, o escritorio ficava com o certificado.

há 8 anos Segunda-Feira | 25 abril 2011 | 10:22

Valdines!

Mas se o certificado é um só, como as empresas farão para emitir as NF-eletrônicas.

A empresa precisa do certificado para emitir as notas.
Os escritórios também precisam do certificado para fazer as movimentações.

No caso a Procuração a ser outorgada ficará no escritório, e o certificado mesmo ficará na empresa?

Atenciosamente

Erica

Sucesso é a constância do Propósito.
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.