x
2012-02-07T11:08:57-02:00

FÓRUM CONTÁBEIS

DEPARTAMENTO PESSOAL E RH

respostas 4

acessos 1.405

há 8 anos Terça-Feira | 7 fevereiro 2012 | 11:08

Bom dia,
tenho uma empresa do Microempreendedor Individual, que possui uma funcionária registrada. Esta funcionária está saindo, e precisa ser feito a rescisão, mas a empresa não possui o Certificado Digital nem na conexão segura e nem no sistema ICP. Para que a empresa não necessite comprar um certificado, existe algum outro meio que eu possa emitir a chave para o saque do FGTS desta funcionária??? O pessoal da Caixa aqui de Brusque me passou que não posso mais emitir o Cerificado via disquete, que terei que comprar o digital.

Agradeço desde já.

Moderador
há 8 anos Terça-Feira | 7 fevereiro 2012 | 11:13

Olá Soriane

As agencias da Caixa Economica não estão mais aceitando o certificado em disquete. Você terá que fazer o digital mesmo, pois não tem outro meio de movimentar a conta do colaborador.

Att,

Vânia Zaniratto

"Respeite as Regras do Fórum"
há 8 anos Terça-Feira | 7 fevereiro 2012 | 11:24

Oi Vânia,
não existe nenhum meio por procuração ou coisa assim? Pois a empresa está mandando a funcionária embora e vai fechar..ai se torna inviavel para eles comprarem o certificado.

Obrigada!

Moderador
há 8 anos Terça-Feira | 7 fevereiro 2012 | 11:35

Entendo Soriana.
Tente explicar a situação numa agencia da Caixa pra ver se eles liberam fazer o disquete. Não custa tentar.

Att,

Vânia Zaniratto

"Respeite as Regras do Fórum"
há 8 anos Terça-Feira | 7 fevereiro 2012 | 11:45

Soriane, até onde eu sei, mesmo pra fazer uma Procuração Digital, o cliente necessita de um Certificado Digital válido pra transferir os "poderes" ao seu. Faça como a Vânia disse, vá até a CEF e explique a situação.

Boa sorte!

"Aprenda com os erros dos outros, pois ninguém vive o suficiente para cometer todos os erros..."
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.