x

FÓRUM CONTÁBEIS

SOBRE O PORTAL CONTÁBEIS

respostas 1

acessos 167

Empresa quer contratar Analista (ou gestor) de Recursos Huma

Elisangela F

Iniciante DIVISÃO 2, Autônomo(a)
há 33 semanas Quarta-Feira | 30 janeiro 2019 | 16:06

Olá a todos! Peço a ajuda dos senhores especialistas. Tenho conversado com Contadores e a resposta é desanimadora para a conclusão do feito.

Empresa quer contratar Analista (ou gestor) de Recursos Humanos como Pessoa Jurídica.
1) Como MEI, nao há enquadramento. (Existe CNAE para 'Digitador' ou 'Instrutor de cursos Gerenciais) - mas seria uma "martelada" com problemas futuros para o prestador de serviço e para a Empresa.
2) Indo para a próxima possiblidade, seria abrir uma empresa pelo Simples Nacional (tributação maior), mas verificando os Anexos do S.N., não existe item para "gestão de recursos humanos".
3) Subindo para uma Empresa com porte/tributação ou outro termos (eu nao conheço do assunto), o prestador de serviços pagaria cerca de 16% de tributos mais honorários de cerca de 8 obrigações acessórias mensais...(colegas, estou escrevendo na minha forma leiga - não entendo do assunto).
Ou seja,
Como pode uma pessoa se tornar Pessoa Jurídica prestando serviços de gestão de recursos humanos com um salário de Analista de RH enquadrado em um "tipo de Empresa e tributação" que valha toda essa situação? Digo financeiramente? Seria viável? De que forma dentro da Lei e sem brechas para o Prestador e para o Contratante?

Karina Louzada

Diamante DIVISÃO 1, Contador(a)
há 32 semanas Terça-Feira | 5 fevereiro 2019 | 16:37

Elisangela F

Como pode uma pessoa se tornar Pessoa Jurídica prestando serviços de gestão de recursos humanos com um salário de Analista de RH enquadrado em um "tipo de Empresa e tributação" que valha toda essa situação?


Não pode! Isso nunca será economicamente viável pro contratado, porém, muito viável pra empresa. Isso é a famosa "Pejotização".

É uma manobra utilizada para serviços com pagamentos altos, como Médicos, Advogados, TI etc. Daí pode até ser que valha a pena abrir a empresa, porém, ainda assim, estaria em desacordo com a legislação, pois a empresa quer um funcionário, ou seja, quer que ele obedeça as regras da empresa, cumpra horários, seja subordinado e demais deveres perante a CLT, mas não quer arcar com os custos disso, ou seja, é uma via de mão única, que só beneficia a empresa.

Uma coisa é vc abrir sua empresa e prestar consultoria de RH para diversas empresas, faturando XXX final do mês, ter seu cronograma de trabalho adaptado da forma que vc precisa, com seu material, suas regras etc.... outra coisa é vc estar presa a uma só empresa, recebendo salário normal de empregado e submetido ás regras dela.
_________

Dá uma olhada neste artigo

https://exame.abril.com.br/carreira/a-reforma-trabalhista-liberou-geral-a-pejotizacao/

Agradecida,

Karina Louzada de Oliveira -Vitória-ES.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.