x
2009-09-10T10:00:00-03:00

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS FEDERAIS

respostas 261

acessos 296.472

Retenção 11% INSS

Moderador
há 2 anos Quinta-Feira | 4 janeiro 2018 | 13:33

Jessica Silva,

Boa tarde. Segue a orientação da IN 971/2009:

Art. 112. A empresa contratante de serviços prestados mediante cessão de mão-de-obra ou empreitada, inclusive em regime de trabalho temporário, a partir da competência fevereiro de 1999, deverá reter 11% (onze por cento) do valor bruto da nota fiscal, da fatura ou do recibo de prestação de serviços e recolher à Previdência Social a importância retida, em documento de arrecadação identificado com a denominação social e o CNPJ da empresa contratada, observado o disposto no art. 79 e no art. 145.

há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 09:56

Bom dia,

fiz uma pequena auditoria nas contas de um condomínio e verifiquei várias Nfe de PF (pequenos reparos) sem retenção alguma. Deveria no caso, reter 20% + 11% do INSS + ISS (estes últimos não foram descontados do pgto). Como regularizo a parte do INSS? Quais códigos? devo fazer GFIP do condomínio para os meses e que os fatos ocorreram (este não possui funcionários próprios e tampouco sindico)?

há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 10:13

Bom dia,

Notas emitidas pelas pessoas físicas, geralmente, é retido, somente, o ISS (a parte que interessa a prefeitura). Verifique se foi emitido um RPA com as retenções necessárias.

O governo é reflexo de seu povo.
há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 10:19

A informação até onde cheguei é que ainda que não caracterizados como pessoas jurídicas, os condomínios edilícios, sujeitos à incidência, à apuração ou ao recolhimento de tributos federais administrados pela Receita Federal do Brasil (RFB), estão obrigados a se cadastrar no CNPJ (Instrução Normativa RFB 1.634/2016, artigo 4, inciso II).
Desta forma, como o condomínio equipara-se a empresa para fins de cumprimento de obrigações previdenciárias, o mesmo deve contribuir com a cota patronal previdenciária de 20%, assim como a declaração da SEFIP. A contribuição descontada do autônomo também deverá ser recolhida. Pelo que entendi, deveria sempre haver o recolhimento nas notas de PF.

Moderador
há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 10:59

Bom dia.
Sempre que o condomínio remunerar contribuintes individuais, deverá ser apresentada a GFIP com os dados de identificação do prestador, o valor da remuneração e o valor retido (11%).
No cadastro do contribuinte deverá ser selecionada a Ocorrência "05".
O valor total devido são os 20% (cota patronal) mais os 11%. O SEFIP gera a GPS, que deverá ser descartada e emitida uma nova (com juros/multa) no site da RFB.
Deverá ser enviada uma GFIP "sem movimento", caso não haja remuneração de pessoas físicas no mês, sendo obrigatória apenas no 1º mês nessa situação (se no mês anterior teve movimento).

há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 11:11

Obrigado.

Algum tipo de exceção? Por exemplo, se fosse PJ a contratada e esta não possuísse empregados, o serviço prestado pessoalmente pelo titular ou sócio e o seu faturamento do mês anterior for igual ou inferior a duas vezes o limite máximo do salário de contribuição, cumulativamente não haveria retenção.





Moderador
há 2 anos Quarta-Feira | 18 julho 2018 | 13:48

Sim, no caso da prestadora ser PJ, e o serviço constar dos artigos 117 e 118 da IN 971/2009, existe a isenção se a contratada se enquadrar nos critérios do artigo 120.

há 2 anos Terça-Feira | 24 julho 2018 | 08:44

Bom dia
Trabalho em uma construtora e gostaria de saber se posso abater o INSS e o ISS , pois tenho algumas empresas que prestam serviços pra mim, nas obras. se sim onde posso me basear pra isso, como fazer o abatimento.

Grata

Elda Bernardo

há 2 anos Quinta-Feira | 13 setembro 2018 | 15:32

Senhores por gentileza tenho uma questão nova aqui comigo e gostaria de saber se podem me orientar : existe um cliente CNPJ que é prestador de serviços lucro presumido de serviços de mão de obras da construção civil. sempre que emite uma nota acontece a retenção dos 11% porém ele não faz retirada de pro labore nem tem funcionários e a sefip/gfip dele sempre sem movimentos. Pergunta /como devo proceder com essas retenções 2631 GPS, posso pedir restituição desses valores em algum momento ? como proceder ?

há 2 anos Segunda-Feira | 24 setembro 2018 | 14:01

Saudações aos Colegas!

Minha duvida é se existe algum documento que comprove o enquadramento da Retenção de INSS? Pois tenho um cliente (Uma Construtora), que foi contratada para realizar um serviço para a Secretaria de Educação de Minas Gerais, e solicitaram um documento que mostre esse enquadramento.


Obrigado!

Moderador
há 2 anos Segunda-Feira | 24 setembro 2018 | 15:47

Iraci Naves de Resende,

Boa tarde! Os artigos 117/118 da IN 971/2009 trazem os serviços sujeitos à retenção. Desconheço "documento" específico, de repente faça uma declaração citando a base legal ...

há 44 semanas Quarta-Feira | 22 janeiro 2020 | 10:19

Bom dia!

Galera me tira uma duvida aqui.

Eu tomei um serviço com retenção de INSS. Eu devo fazer o recolhimento do valor do INSS retido em GPS código 2631 em nome da prestadora de serviços. OK

Porem minha duvida é quanto ao recolhimento. A nota foi emitida agora em 17/01/2020. A obrigação de recolhimento é agora? Eu tenho que emitir a GPS agora já, ou a obrigação legal do recolhimento é no mês seguinte até o dia 20/02/2020?

há 3 semanas Sexta-Feira | 6 novembro 2020 | 14:04

Boa tarde a todos!
Uma empresa emitiu a NF sem a retenção de INSS. A empresa tomadora de serviços emitiu e recolheu o INSS retido na fonte. A maneira de resgatar esse valor seria através de DCOMP? Já entrei no programa e verifiquei as abas de preenchimento e lá foi solicitado o valor da retenção da NF, que não ocorreu. 

Moderador
há 2 semanas Segunda-Feira | 9 novembro 2020 | 13:55

Maísa Carla Estorani,
A prestadora deve, primeiramente, informar a retenção na GFIP e compensar o valor retido com as suas contribuições previdenciárias, no próprio mês da retenção e nos posteriores, se ficar um saldo a compensar.
O pedido de restituição via PER/DCOMP é feito naqueles casos em que o saldo a compensar é bem superior ao valor do INSS mensal devido pela prestadora.
O fato da prestadora não ter feito o destaque da retenção na NF, não exime a tomadora de efetuar a retenção, e sendo feita, a prestadora pode compensar/restituir normalmente.

há 2 semanas Segunda-Feira | 9 novembro 2020 | 14:34

Boa tarde Márcio,
Obrigada pelos esclarecimentos.
Só para finalizar: a emissão da nota foi em agosto e o pagamento da guia só ocorreu em 10/2020, dessa maneira, não ocorreu o aproveitamento no mês da retenção (que tbém não foi feita).
Você acha que posso solicitar a restituição?

Moderador
há 2 semanas Segunda-Feira | 9 novembro 2020 | 15:02

Maísa, terias de retificar a GFIP de agosto, informando a retenção. E pedir a restituição, via PER/DCOMP, do saldo restante, caso seja o desejo da prestadora.

Página 9 de 9
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.