x

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS ESTADUAIS/MUNICIPAIS

respostas 5

acessos 442

COMPRA DE FORNECDOR OPTANTE SIMPLES NACIONAL X DIFAL

Leonardo Barbosa

Prata DIVISÃO 2, Auxiliar Administrativo
há 11 semanas Segunda-Feira | 23 maio 2022 | 13:09

Bom dia, colegas!

Sou iniciante na área fiscal e estou com uma pequena dúvida, espero que me ajudem.

Como funciona o recolhimento de ICMS em caso de compras interestaduais de fornecedores Optantes pelo Simples Nacional?

Ex: Uma empresa de regime normal do estado do Pará, compra materiais para uso e consumo de uma empresa optante do Simples Nacional localizada em GOIÁS. Como na NFe não vem destacado nada a respeito no ICMS, como calcular o Diferencial de alíquotas?

Considero o que já foi recolhido o percentual referente a Alíquota interestadual, no caso o de 12%?

Thiago Souza

Prata DIVISÃO 3, Assistente Contabilidade
há 11 semanas Terça-Feira | 24 maio 2022 | 11:01

Bom dia, Leonardo
É importante lembrar de checar o primeiro dígito do CST ou CSOSN que indica se a mercadoria é importada ou nacional. Caso ela for nacional, utilize a alíquota de 12%. No caso de mercadorias importadas, deverá ser considerada a alíquota de 4%. 
Já tive problemas com MG onde calculei considerando a aliquota de 12%, porém a fiscalização considerou 4% por causa do CST/CSOSN.

Jimi Analista Fiscal Belém/pa

Ouro DIVISÃO 2, Analista Fiscal
há 10 semanas Quinta-Feira | 2 junho 2022 | 09:58

Leonardo Barbosa,

verifica tambem que as vezes o fornecedor recolhe o ICMS ST indicando o CFOP 6403 mesmo sendo venda para uso ou consumo.

Jimi Analista Fiscal-tributário Belém/Pará
Especialidade fiscal-tributária:
RICMS/PA - RISS/BELÉM
Exportação e Importação - Postos de combustíveis - Distribuidora de medicamentos
Comércio varejista de GLP - Autopeças - Escritórios de advocacia - Agência de viagens
Microempreendedor individual
(91)98334 6044 ZAP
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.