x
2017-11-28T14:10:55-02:00

FÓRUM CONTÁBEIS

TRIBUTOS FEDERAIS

respostas 16

acessos 31.155

Nota Fiscal de Devolução emitida pelo fornecedor

há 2 anos Terça-Feira | 28 novembro 2017 | 14:10

Boa tarde!

Uma empresa normal optante pelo Regime Tributário Lucro Real recebe uma nota fiscal de venda, no entanto existe uma outra nota fiscal que foi emitida pelo fornecedor como devolução e no rodapé desta nota destaca que se refere a devolução da primeira nota de venda citada.
Daí vem a seguinte dúvida: A primeira nota fiscal de venda que foi emitida eu devo escriturar nas entradas do meu sistema com os valores dos itens, base de cálculo, alíquota e valor do icms, bem como a segunda nota que é a devolução eu devo escriturar na saída?

A dúvida é porque já me disseram que nota de devolução emitida pelo fornecedor eu não deveria escriturar na saída, porém eu deveria escriturar na entrada a primeira nota de venda, mas eu penso que fazendo isso eu ficaria com um estoque de produtos que não tenho fisicamente.

Outra coisa que já ouvi falar é que se a nota de devolução que foi emitida pelo fornecedor vier com CFOP 5949 é porque a mercadoria não saiu do estabelecimento do fornecedor, ou seja, não circulou a mercadoria e que neste caso eu não deveria escriturar nem a primeira nota de venda na entrada e nem a nota de devolução na saída. E no caso se a mercadoria saiu do estabelecimento do fornecedor e chegou na empresa de destino esta mesma é quem deveria emitir nota de saída de devolução.

Alguém poderia me ajudar?

há 2 anos Terça-Feira | 28 novembro 2017 | 14:31

Victor Santiago Boa tarde,

Uma empresa normal optante pelo Regime Tributário Lucro Real recebe uma nota fiscal de venda, no entanto existe uma outra nota fiscal que foi emitida pelo fornecedor como devolução e no rodapé desta nota destaca que se refere a devolução da primeira nota de venda citada.
Daí vem a seguinte dúvida: A primeira nota fiscal de venda que foi emitida eu devo escriturar nas entradas do meu sistema com os valores dos itens, base de cálculo, alíquota e valor do icms, bem como a segunda nota que é a devolução eu devo escriturar na saída?


Sim! A primeira Nota Fiscal emitida pelo fornecedor você lança no Livro de Entradas, e a de Devolução no Livro de Saída, com os valores e impostos nos campos específicos igual ao da Nota de Compra!


“Se você pensa que pode, ou pensa que não pode. Está sempre certo.” Henry Ford
há 2 anos Terça-Feira | 28 novembro 2017 | 14:56

Boa tarde Ezequiel!

Também penso da mesma forma que você, mas me orientaram a escriturar na Entrada somente a primeira nota e a devolução não escriturar na Saída.
A explicação para isso é que esta devolução foi emitida pelo fornecedor utilizando o Certificado Digital dele, sendo o correto era a empresa que adquiriu a mercadoria emitir a saída usando o seu próprio Certificado Digital.
E essa situação está me deixando meio perdido.

Desde já agradeço. Muito obrigado mesmo pela ajuda.

há 2 anos Terça-Feira | 28 novembro 2017 | 15:01

a mercadoria foi recebida?

eu oriento você entrar em contato com o fiscal do seu fornecedor e tire a dúvida, pois se ele emitiu uma nota de devolução de venda, quer dizer que você devolveu a mercadoria, se a mercadoria não saiu do estoque dele então ele tem que emitir outra nota fiscal de venda!

ai você lança na entrada a nota de compra e lança na saída a nota de devolução "dele", e aguarda ele enviar outra nota fiscal a você.


“Se você pensa que pode, ou pensa que não pode. Está sempre certo.” Henry Ford
há 2 anos Sexta-Feira | 6 julho 2018 | 18:31

Boa noite Monica Thais G. de Souza !!!!

Conseguir resolver a situação sim... Agora conforme a legislação daqui do Estado, mas acho que deve servir da mesma forma como orientação para você.
Existe esse PARECER Nº 07530/2015 dado pela SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA daqui do estado da Bahia, que diz que quando o fornecedor emite essa nota de entrada é porque houve a recusa dessa mercadoria na chegada ao estabelecimento e que NÃO deverá dar entrada dessa nota e nem a nota que o fornecedor emitiu.
Fiz uma consulta ao Plantão Fiscal daqui e o Consultor Tributário me informou a mesma coisa, que se não internalizou a mercadoria no momento da chegada recusando a mesma eu não deveria dar entrada nessa nota e nem na que o fornecedor emitiu.

há 2 anos Terça-Feira | 21 agosto 2018 | 13:39

Boa tarde.

Estou com a mesma situação.

Compramos uma mercadoria e fizemos o lançamento de entrada ( estoque e fornecedores). Porem o fornecedor emitiu uma nota fiscal de ENTRADA - DEVOLUÇÃO ( 2.202).

Agora preciso saber como que vou ajustar os valores de estoque e fornecedores a pagar?

Grata


há 1 ano Sexta-Feira | 8 fevereiro 2019 | 09:34

Bom dia Regiane Borba e Rose

A solução para a pergunta de vocês eu respondi logo acima.

Mas para esclarecer, a primeira nota fiscal recebida você não deve dar entrada porque quando um fornecedor emite uma nota fiscal dando entrada da mercadoria referenciando a primeira nota é porque houve recusa no momento que foi recebido essa mercadoria. Então não se escritura nem a primeira NF e muito menos a outra.

Espero que ajude.

há 1 ano Segunda-Feira | 11 fevereiro 2019 | 13:31

Boa tarde,

Aqui acontece muito de ter devolução compra de peças (para uso e consumo), tanto parcial como integral, mas o remetente é quem emite a NF-e entrando novamente no seu estabelecimento. Queria saber, a empresa destinatária/compradora, como vai registrar essa saída por devolução no livro fiscal e contabilidade.


Grato

há 1 ano Terça-Feira | 12 fevereiro 2019 | 09:53

Bom dia,

Estou com uma dúvida, recebi uma NFe de um fornecedor e devolvi um produto desta NFe, ou seja, fiz uma NFe de Devolução. E agora me pediram para devolver mais um item da mesma NFe, eu posso fazer isso? Já procurei em vários lugares e não encontrei resposta na legislação.
Desde já obrigada!!

há 1 ano Quinta-Feira | 14 março 2019 | 10:09

Bom dia!

Alguém sabe me informar qual seria o procedimento correto? Realizamos uma compra para uso e consumo e o Fornecedor emitiu a nota fiscal de venda com 02 itens no valor de 2000,00 sendo 1.000,00 cada item, e ao receber a mercadoria o responsável aqui na empresa não percebeu que um dos itens estava com valor a maior 1.200,00, já o fornecedor ao perceber o erro, emitiu uma nota fiscal de entrada de devolução de venda do item com valor incorreto e emitiu também, outra nota fiscal de venda do mesmo item mas com o valor correto.

Minha dúvida é:

1º Registrar a primeira nota fiscal integralmente, mesmo com o item de valor incorreto, pois neste caso não houve a recusa da mercadoria e realmente foi recebida e não percebido que o valor negociado do item estava com diferença.

2º Registrar a nota de devolução do fornecedor no Financeiro como um titulo NDF (Nota de débito devolução do Fornecedor), para poder compensar/estornar o valor do item destacado na NF de devolução e realizando o estorno do custo deste item na contabilidade e o valor a pagar no financeiro.

3º Dar entrada na 2ª nota fiscal de venda emitida pelo fornecedor com o item que foi devolvido mas agora com o valor correto que foi negociado?

Se alguém souber agradeço!

há 1 ano Quarta-Feira | 8 maio 2019 | 10:45

Bom dia!!
Estou necessitando de uma ajuda, empresa do Simples , no mês de abril recebi uma NFe de um fornecedor de outro estado CFOP .6.101,  nota estava correta, porém parte da mercadoria entregue, estava em desacordo com a nota fiscal.
- O fornecedor, assim que comunicado, enviou uma NFe. de devolução de venda CFOP-2.201 no valor das mercadorias constantes da NFe. que não foram corretamente entregues, para acompanhar o retorno da mercadoria indevidamente entregue.
- Posteriormente enviou outra NFe. de venda CFOP 6.101,  igual valor constando a mercadoria certa, que faltou na primeira nota.
Dúvida: Qual o tratamento que tenho que dar à NFe. de devolução de venda emitida pelo fornecedor, tentei dar entrada dela na saída, como se fosse uma devolução, meu sistema não aceita
- devo emitir uma nota minha de devolução e referenciar esta devolução de venda do fornecedor? assim seria corretoi?
Não tenho muita experiência em escrita fiscal, fico aguardando a ajuda dos colegas da área!!
         Grata pela atenção

há 28 semanas Sexta-Feira | 3 abril 2020 | 14:11

Olá.
Entendi esse caso de venda e retorno no mesmo mês.
E se a nota já foi escriturado (entrada) no mês anterior, como faz se o fornecedor emitiu a nota de entrada (retorno) no mês seguinte?

há 28 semanas Segunda-Feira | 6 abril 2020 | 20:02

Boa noite pessoal! Esse problema acontece constantemente com meus clientes. Com a recusa da mercadoria por parte do cliente no ato da entrega, então o próprio fornecedor emite uma NF de devolução de venda com o CFOP 1.202, me impedindo de registrar uma saída como devolução de compra. Porém, de fato há lógica nas explicações dos colegas acima, pois se não houve entrada física da mercadoria no estoque, então não há por que o destinatário emitir uma NF de devolução de compra, visto que não foi uma devolução parcial e sim integral da compra. Uso o sistema Fortes Contábil e nessas situações quando importo o arquivo xml, o sistema reconhece como uma devolução de venda e não de compra, visto que o CFOP da NF foi emitido de tal forma. Tenho contornado a situação não registrando as entradas nem as devoluções referentes a esses tipos de situação, salvo quando são devoluções parciais, onde quem emite a nota de devolução é o próprio cliente.  No entanto, costumo arquivar as duas notas fiscais juntas para que possam ser utilizadas como provas em possíveis focalizações.

Não tenho certeza se estou procedendo de forma correta, então gostaria que pudessem me orientar caso esteja fazendo errado.

há 7 semanas Quinta-Feira | 3 setembro 2020 | 17:12

Boa noite pessoal! Esse problema acontece constantemente com meus clientes. Com a recusa da mercadoria por parte do cliente no ato da entrega, então o próprio fornecedor emite uma NF de devolução de venda com o CFOP 1.202, me impedindo de registrar uma saída como devolução de compra. Porém, de fato há lógica nas explicações dos colegas acima, pois se não houve entrada física da mercadoria no estoque, então não há por que o destinatário emitir uma NF de devolução de compra, visto que não foi uma devolução parcial e sim integral da compra. Uso o sistema Fortes Contábil e nessas situações quando importo o arquivo xml, o sistema reconhece como uma devolução de venda e não de compra, visto que o CFOP da NF foi emitido de tal forma. Tenho contornado a situação não registrando as entradas nem as devoluções referentes a esses tipos de situação, salvo quando são devoluções parciais, onde quem emite a nota de devolução é o próprio cliente.  No entanto, costumo arquivar as duas notas fiscais juntas para que possam ser utilizadas como provas em possíveis focalizações.

Não tenho certeza se estou procedendo de forma correta, então gostaria que pudessem me orientar caso esteja fazendo errado.
Condordo e também faço da mesma forma.

há 6 semanas Sexta-Feira | 4 setembro 2020 | 00:16

Se a mercadoria não foi recebida e a sua empresa não fez o manifesto da NF-e, então a operação não existe para sua empresa, caso contrário seria obrigação da sua empresa emitir a NF-e de devolução, e não o fornecedor.

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.