x

BC baixa para 4% estimativa de crescimento do PIB deste ano

O Banco Central baixou nesta quarta-feira (30) a sua previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano de 4,5% para 4%, informou a autoridade monetária

30/03/2011 11:46:01

1,4 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

O Banco Central baixou nesta quarta-feira (30) a sua previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano de 4,5% para 4%, informou a autoridade monetária por meio do relatório de inflação do primeiro trimestre.

Com isso, a estimativa do BC se distancia da previsão do Ministério da Fazenda, que é de 5% de crescimento. Essa previsão, inclusive, consta no orçamento de 2011. Com a revisão, porém, a expectativa do BC se alinha com o que acredita o mercado financeiro (expansão de 4% para a economia brasileira).

Segundo a autoridade monetária, a redução de sua previsão para o PIB deste ano se deve à "incorporação de dados preliminares do primeiro trimestre [de 2011] e da atualização do cenário macroeconômico para os seguintes".

Explicação
O atual ciclo de expansão da economia do país, segundo análise do Banco Central, registrou relativo arrefecimento (desaceleração) nos dois últimos trimestres de 2010.

"A tendência de acomodação da atividade econômica deve persistir nos próximos meses, refletindo as ações de política monetária e de caráter macroprudencial, bem como a base de comparação mais elevada após a forte recuperação registrada ao longo de 2010, constituindo, assim, cenário favorável ao crescimento sustentável", informou a autoridade monetária.

O BC está dizendo, com isso, que a previsão menor de crescimento se deve ao aumento dos compulsórios, medida que retirou em dezembro R$ 61 bilhões da economia para esfriar o consumo, aliada às elevações na taxa de juros realizadas no começo deste ano. Essas medidas buscam conter a demanda e, com isso, impedir o crescimento da inflação. Além disso, explica o BC, o crescimento de 7,5% em 2010 gera uma base de comparação alta.

Setores
O cenário do BC para o crescimento do PIB considera uma expansão de 1,9% para a agropecuária neste ano, com queda de 1,4 ponto percentual frente à previsão anterior, e de 4,2% para a indústria (a última previsão era de um crescimento de 5,4%), sendo 3,6% de crescimento para a indústria de transformação, contra a estimativa anterior de 4,9%, e de 5,2% para a construção civil (previsão anterior de 6,6% de crescimento).

Para o setor de serviços, a estimativa do BC é de uma expansão de 3,8%. Até o momento, a taxa de crescimento prevista para este setor era de 4,2%. Para o comércio, o BC estima uma expansão de 4,2% em 2011, contra a estimativa anterior de 5%, e de 6,2% para os serviços de intermediação financeira.

Alexandro Martello

Fonte: G1

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

?>