x

App

Caixa Tem segue com instabilidade nesta terça

Sistema ficou indisponível após problema em ambiente da provedora IBM, responsável pelo tráfego de informações.

08/12/2020 11:55:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Caixa Tem segue com instabilidade nesta terça

Caixa Tem segue com instabilidade nesta terça

Usuários relataram instabilidades no aplicativo Caixa Tem nesta segunda-feira, 07, e terça-feira, 08.

Em nota, a Caixa afirmou que a ferramenta ficou indisponível em razão de problema em ambiente da provedora de serviços IBM, que é responsável pelo tráfego de informações do aplicativo.

A IBM, por sua vez, informou que uma falha de resfriamento dentro do prédio que abriga o data center da empresa em São Paulo causou a interrupção temporária do serviço. Na noite de segunda-feira, a empresa afirmou que o problema havia sido resolvido.

Contudo, ao acessar o aplicativo Caixa Tem por volta de 9h desta terça-feira, a fila virtual era de 20 minutos. Após vir uma mensagem de que seria redirecionado à página de autenticação, a sessão foi interrompida.

Segundo a Caixa, "o alto volume de acessos pode gerar uma espera virtual, sem prejuízo às funcionalidades do aplicativo".

Uso da conta digital

O app Caixa Tem foi criado para os beneficiários do Auxílio Emergencial sem conta em banco poderem ter o pagamento do benefício, por meio da poupança social digital. Depois o acesso foi estendido para todos os beneficiários, mesmo aqueles com conta bancária, para que pudessem receber o Auxílio para fazer compras e pagamentos, até o saque ser autorizado.

Recentemente, a Caixa incluiu no aplicativo os pagamentos do saque emergencial do FGTS, seguro-desemprego, Bolsa Família e, a partir desta terça-feira (8), é possível receber o abono salarial PIS-Pasep.

Informações: G1

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.