x

módulo web

eSocial: segurado especial poderá prestar informações da produção rural e folhas de pagamento

Módulo simplificado terá nova ferramenta que vai facilitar a comprovação da condição dos segurados especiais junto ao INSS.

22/10/2021 09:00:01

4 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

eSocial: segurado especial poderá prestar informações da produção rural e folhas de pagamento Pexels

A partir de segunda-feira (25), o eSocial irá disponibilizar, no módulo simplificado, uma ferramenta que permite ao segurado especial prestar as informações da comercialização da produção ou de remuneração de trabalhadores.

Com essa novidade, o segurado especial conseguirá comprovar mais facilmente sua condição perante ao INSS, uma vez que a legislação previdenciária prevê critérios específicos para essa categoria de segurado. 

Uma vez prestadas as informações, o Segurado Especial conseguirá emitir o Documento de Arrecadação do eSocial – guia única de recolhimento de tributos e FGTS incidentes sobre os valores declarados.

Além de utilizar módulo web simplificado, é possível a prestação dessas informações por meio de sistema próprio via web service, o que em geral é realizado por escritórios de contabilidade ou sindicatos rurais.

Segurado especial

De acordo com a legislação previdenciária, o segurado especial é um trabalhador rural que exerce atividade agropecuária individualmente ou em regime de economia familiar, ou como pescador artesanal, ou mesmo em outras atividades definidas em lei.

A lei visa garantir a proteção previdenciária destes trabalhadores, que diariamente trabalham no sol, chuva, poeira, exercendo trabalho braçal para garantir seu próprio sustento.

A contratação desses empregados é permitida por prazo determinado, desde que a soma dos dias de trabalho de todos os funcionários seja de, no máximo, 120 dias no ano.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.