x

ESOCIAL

Processo trabalhista no eSocial

A partir de 1º de outubro de 2023, todos os empregadores, pessoas físicas ou jurídicas, inclusive os empregadores domésticos, que forem parte em processos trabalhistas, e que tenham contra si decisões condenatórias ou homologatórias.

10/11/2023 20:00:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Processo trabalhista no eSocial

Processo trabalhista no eSocial Foto: Andrea Piacquadio/Pexels

A partir de 1º de outubro de 2023, todos os empregadores, pessoas físicas ou jurídicas, inclusive os empregadores domésticos, que forem parte em processos trabalhistas, e que tenham contra si decisões condenatórias ou homologatórias de acordo, que determinem o reconhecimento de vínculo empregatício, pagamento de salários e recolhimento de encargos, deverão informar, ao eSocial, os dados relativos a esses processos, no momento em que essas decisões condenatórias ou homologatórias de acordo se tornarem definitivas (decisões contra as quais não cabe mais recurso).

Portanto, após a liquidação da sentença, quando todos os recursos forem esgotados e o empregador for intimado a cumprir a decisão judicial, ele deverá transmitir as informações processuais ao eSocial.

No que consistem essas informações processuais e em que prazo devem ser enviadas?

Incialmente, as informações referem-se aos dados cadastrais do contrato de trabalho, representativas do vínculo empregatício, bem como às bases de cálculo para o recolhimento das contribuições previdenciárias, de FGTS ou Imposto de Renda, os valores das verbas de natureza remuneratória ou indenizatória do processo, bem como toda e qualquer alteração efetivada no vínculo com o empregado.

O prazo de envio desses dados é até o dia 15 (quinze) do mês subsequente à data:

  • Do trânsito em julgado da decisão líquida proferida no processo trabalhista;
  • Da homologação de acordo judicial;
  • Do trânsito em julgado da decisão homologatória dos cálculos de liquidação da sentença;
  • Da celebração do acordo celebrado perante CCP (Comissões de Conciliação Prévia) ou Ninter (Núcleos Intersindicais); ou
  • Da determinação judicial para cumprimento antecipado da decisão, ainda que parcial.

Por exemplo, um processo trabalhista que tenha acordo ou decisão publicada, por exemplo, no dia 1º/10/2023 deve ser enviado ao eSocial até 14/11/2023 (já que 15/11 é feriado).

Além desses dados, é necessária também a transmissão das informações dos tributos decorrentes do Processo Trabalhista. Essas informações consistem nos valores do imposto sobre a renda da pessoa física e das contribuições sociais previdenciárias, inclusive àquelas destinadas a Terceiros, incidentes sobre as bases de cálculo constantes das decisões condenatórias e homologatórias de acordo proferidas nos processos trabalhistas perante a Justiça do Trabalho.

O prazo de envio é até o dia 15 (quinze) do mês subsequente ao do pagamento referido na decisão/acordo proferida no processo trabalhista.

Obs.: Essas informações não são prestadas quando não houver contribuição previdenciária ou IR incidente a recolher, conforme determinado no processo homologado pelo juiz.

Fonte: Silvestrin Folha de Pagamento

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.