x

Pernoite

Projeto regulamenta jornada de trabalhador que pernoita no local de trabalho

Objetivo é evitar situações que possam ser equiparadas ao trabalho escravo.

23/02/2024 16:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Projeto prevê novas regras para pernoite no trabalho

Projeto regulamenta jornada de trabalhador que pernoita no local de trabalho

Tramita pela Câmara dos Deputados o Projeto de Lei (PL) 124/24, que visa estabelecer regras para a jornada de trabalho dos funcionários que pernoitam nos estabelecimentos onde trabalham. 

Sob a autoria do deputado André Janones (Avante-MG), a iniciativa tem como principal objetivo garantir condições dignas de trabalho e evitar situações que possam ser equiparadas ao trabalho escravo contemporâneo.

Um dos principais pontos do projeto é a garantia de descanso remunerado de 24 horas consecutivas a cada três noites pernoitadas, além de um adicional de 30% sobre o salário do trabalhador. 

O texto também estabelece como obrigação do empregador respeitar pausas e períodos de descanso durante e entre as jornadas, especialmente durante o período de pernoite, proibindo qualquer forma de prestação de serviços de modo ininterrupto.

O deputado Janones explica que o cerne da proposta reside em prevenir condições que possam se caracterizar como trabalho análogo ao de escravo, incluindo restrição à liberdade, condições precárias, uso de violência, jornadas excessivas, dívidas e dependência. 

Segundo ele, é crucial abordar situações em que os trabalhadores são obrigados a permanecer nos locais de trabalho após o expediente, uma prática comumente associada a casos de trabalho escravo contemporâneo.

"Esse tipo de situação, também conhecido como trabalho escravo contemporâneo, refere-se a situações em que as condições de trabalho são comparáveis à escravidão, embora formalmente não envolvam a posse legal de uma pessoa por outra", explica Janones. "Frequentemente, essas características estão associadas à permanência do trabalhador no local de trabalho depois da jornada, ou seja, ao pernoitar no estabelecimento do empregador", acrescenta.

Caso aprovado, o projeto trará alterações à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) , bem como às leis do Trabalhador Doméstico e do Trabalho Rural. A tramitação da proposta seguirá em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

O debate em torno do Projeto de Lei 124/24 destaca a importância de proteger os direitos dos trabalhadores e combater práticas que possam levar à exploração e vulnerabilidade. A discussão no legislativo evidencia o compromisso com a promoção de condições laborais justas e humanas no Brasil.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.