x

CONFIRA NOVA MODALIDADE

FGTS Futuro: quais os requisitos para solicitar o novo financiamento da casa própria?

Confira quem pode pedir o novo financiamento do FGTS.

01/04/2024 15:00:02

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
FGTS Futuro: quem pode pedir o novo financiamento?

FGTS Futuro: quais os requisitos para solicitar o novo financiamento da casa própria? pixabay

A nova modalidade do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, o FGTS Futuro, deve ser disponibilizada neste mês e algumas das regras do programa que permite contratações de financiamentos habitacionais já foram divulgadas.

Uma das principais regras estabelecidas pelo FGTS Futuro é sobre quem pode solicitar a modalidade, que estará disponível apenas aos trabalhadores com renda de até R$ 2.640, para aqueles interessados em adquirirem imóveis novos e usados pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

Essa restrição de renda inclui assim somente famílias da Faixa 1 do programa habitacional Minha Casa Minha Vida.

O FGTS Futuro recebe esse nome pois permitirá o uso de contribuições futuras do empregador ao fundo para comprovar renda maior e comprar imóveis ou reduzir o valor da prestação.

Os interessados poderão optar pela modalidade no momento da contratação da operação de novos financiamentos.

Quem aproveitar o FGTS Futuro deve autorizar, no ato da contratação do crédito habitacional, a realização da caução dos créditos disponíveis nas contas do FGTS, por um prazo de 120 meses. 

Vale ressaltar que caso o trabalhador que optou pelo FGTS Futuro seja demitido, o trabalhador não poderá sacar o saldo da conta atrelado ao financiamento do imóvel. Todo o excedente disponível na conta de FGTS será usado para reduzir a dívida, com exceção do recolhimento da multa rescisória de 40% no caso de demissão, que é exclusiva do trabalhador.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.