Momento Contábeis

O Amor é Tributado e o E-Social Pegou Pesado

Contábeis o portal da profissão contábil

21
Jun 2018
09:05

BUSCAR NO FÓRUM

buscar


complementar contribuicao INSS

9respostas
3.197acessos
  

Fabricia de Araujo

Usuário Frequente

profissão
mensagens66
pontos484
membro desde23/11/2012
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 13:15:19
De acordo com art. 911-A da CLT, referente ao segurado empregado que seje horista trabalhando somente 4hs. por dia, na qual sua remuneracao mensal é inferior ao salario minino. Esse empregado, ele deverá ser necessariamente informado para completar a contribuicao previdenciaria, para usufruir futuramente dos beneficios na previdencia?
Carlos Alberto dos Santos

Consultor Especial

profissãoAnalista Pessoal
mensagens11.887
pontos70.432
membro desde31/01/2013
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 13:35:18
Fabricia, boa tarde.

Hoje a R.Federal divulgou uma nota, (link abaixo).

http://economia.ig.com.br/2017-11-27/rf-trabalho-intermitente.html

veja abaixo

O contribuinte individual já tinha previsão, na Lei nº 10.666, de 2003, de complementar a contribuição previdenciária até o limite mínimo do salário-contribuição, quando as remunerações recebidas no mês fossem inferiores a este limite. No caso do trabalhador empregado com carteira assinada, a lei nem previa está hipótese porque o salário deveria ser o mínimo. Como agora o trabalhador empregado pode ganhar menos que um salário-mínimo, o Presidente Temer também publicou uma Medida Provisória, nº 808, de 2017 para o segurado empregado complementar a contribuição até o valor relativo ao salário mínimo, especificando que a alíquota aplicada será a mesma da contribuição do trabalhador retida pela empresa. Mas, como a norma não dizia a data de vencimento e a alíquota da contribuição, o que deveria constar em uma lei aprovada pelo Congresso Nacional, a própria Receita esclareceu a regra para a nova situação.
Segundo a Receita, a contribuição previdenciária complementar, a ser recolhida pelo segurado empregado que receber no mês, de um ou mais empregadores, remuneração inferior ao salário mínimo mensal, será calculada mediante aplicação da alíquota de 8% sobre a diferença entre a remuneração recebida e o valor do salário mínimo mensal e o recolhimento da contribuição previdenciária deverá ser efetuado pelo próprio segurado até o dia 20 de cada do mês seguinte ao da prestação do serviço. Infelizmente, mais uma obrigação econômica e burocrática para o trabalhador empregado que receber menos do que um salário-mínimo e quiser ter os benefícios previdenciários, inclusive a aposentadoria.

http://www.srzd.com/brasil/reforma-trabalhista-obriga-o-empregado-que-receber-menos-que-um-salario-minimo-pagar-diferenca-para-o-inss-se-quiser-ter-beneficios-previdenciarios/
Fabricia de Araujo

Usuário Frequente

profissão
mensagens66
pontos484
membro desde23/11/2012
cidadeBelo Horizonte - MG
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 14:33:29
Obrigada Carlos Alberto pelas informações;
Só mais uma duvida:
se esse empregado horista recebe (hora do salario minimo) mas que a remuneracao mensal é inferior ao
salario minimo. Mesmo assim este tem que completar o recolhimento ?
Carlos Alberto dos Santos

Consultor Especial

profissãoAnalista Pessoal
mensagens11.887
pontos70.432
membro desde31/01/2013
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 15:23:50
Fabricia, entendo que é somente para trabalhador com contrato intermitente, isso porque se essa regra for para todos, o trabalhador terá que arcar com mais essa obrigação.
Fabricia, vamos aguardar um pouco mais, afinal foi hoje que a receita federal publicou o procedimento,mas não deixou bem claro se é para todos ou somente para aqueles com trabalho intermitente.
Marcelo Rossi

Usuário Novo

profissão
mensagens1
pontos40
membro desde04/10/2016
cidadeJoinville - SC
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 15:37:08
Olá

Vocês saberiam informar em qual código de recolhimento deve ser recolhido esse complemento ?
Carlos Alberto dos Santos

Consultor Especial

profissãoAnalista Pessoal
mensagens11.887
pontos70.432
membro desde31/01/2013
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Segunda-Feira, 27 de novembro de 2017 às 16:27:03
Marcelo, boa tarde.
A receita federal irá divulgar em breve. (aguarde).
Samantta Siqueira

Usuário Iniciante

profissãoAnalista Administrativo
mensagens38
pontos265
membro desde20/10/2016
cidadeItapira - SP
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 09:17:42
ola bom dia,
acabei de pesquisar e vi que ja saiu o codigo para recolhimento. Sera feito atraves de uma guia de DARF com codigo 1872. Porem estou com duvidas de como fazer o preenchimento.
Por exemplo, a funcionaria que preciso fazer esse recolhimento complementar é empregada domestica e trabalha como horista 90 horas mensais, sendo o salario 1076,20, ou seja, R$ 4,89 por hora.
Neste caso a empregadora nao possui CEI, apenas um cadastro no esocial.
Neste caso o valor de 90h mensais mais o DSR daria um total de R$ 550,32. A partir disto faria a diferença mas devo considerar o salario minimo vigente ( 954,00) ou no caso o salario minimo domestico ( 1076,20) ?
E como preencho a guia de DARF? Coloco o numero do CPF da empregadora ou da empregada ( campo 3).


obrigada
Carlos Alberto dos Santos

Consultor Especial

profissãoAnalista Pessoal
mensagens11.887
pontos70.432
membro desde31/01/2013
cidadeSao Jose dos Campos - SP
Postada:Quinta-Feira, 4 de janeiro de 2018 às 13:00:40
Samantha, boa tarde.
No DARF você informará o CPF dela.
Com relação ao valor deverá considerar o salario minimo federal (937,00 até a competencia 12/2017), apurará a diferença do salario contribuição, ou seja, salario hora + DSR, total - 937,00, a diferença aplicará a porcentagem de 8% e recolherá.
Lembrando que deve ser somado todos salarios de todas as empresas, ok..

veja no link abaixo, exemplo n.1

https://www.planejarcursos.com.br/novidades/codigo-para-recolhimento-complementar-do-inss-pelo-empregado/
Mariana

Usuário Novo

profissãoAssistente Depto. Pessoal
mensagens2
pontos13
membro desde09/01/2018
cidadeSao Paulo - SP
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 08:29:08
Carlos, bom dia

Trabalho em uma administradora de condomínios e alguns síndicos possuem a isenção abaixo do valor do salário mínimo. Nestes casos eles devem recolher o complemento do INSS?

Att.
Estefania Drechsler

Usuário Estrela Vermelha

profissãoTécnico Contabilidade
mensagens4.454
pontos25.045
membro desde09/09/2015
cidadeErechim - RS
Postada:Quinta-Feira, 11 de janeiro de 2018 às 10:27:00
Carlos Alberto dos Santos

Entendo que é muito estranha essa contribuição, afinal nenhum empregado pode ganhar menos que o salário mínimo.

No meu ver caberia somente para o empregado intermitente pois sua contribuição ao INSS pode ser muitas vezes ínfima, e ele poderia ficar meses sem contribuir nada, o que não é o caso dos empregados que trabalham parcial.


Você precisa ser cadastrado para responder mensagens

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

POSTS RELACIONADOS

conheça mais

Facebook


x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César