x

FÓRUM CONTÁBEIS

CONTABILIDADE

respostas 39

acessos 143.137

Contabilização Venda de Imóveis - Lucro Presumido

Fernando Rodrigues Pereira

Iniciante DIVISÃO 4, Contador(a)
há 6 anos Quinta-Feira | 3 setembro 2015 | 10:44

bom dia!

minha duvida eh sobre como contabilizar a entradas dos lotes vendidos pela imobiliaria?

Ex. meu cliente lançou um loteamento e os lotes seram vendidos separadamentes
Entr. 400,00
200 parcelas de 119,00

esta entrada geralmente agregada a comissao do corretor recebida de varias formas (cheque, cartao, especie)
deve ser contabilizada? de que forma?

as parcelas tudo bem sao emitidos os boletos e cai no banco depois faço a conciliação.

Joana Darc Macieira

Prata DIVISÃO 2, Técnico Contabilidade
há 6 anos Quinta-Feira | 24 setembro 2015 | 16:08

Caros colegas,

Tenho dúvida com relação à contabilização, conforme segue:

Uma empresa, cuja atividade é a administração de bens próprios.
Objetivo, nesse momento, é comprar imóveis para locação.
Esses imóveis comprados (a serem alugados), devem ser contabilizados no Ativo como Imobilizado ou no Ativo na conta 'Estoque"?

No aguardo
Grata
Abs

Iderlindo Joaquim Luzi

Prata DIVISÃO 2, Não Informado
há 6 anos Quinta-Feira | 24 setembro 2015 | 16:27

Fernando,
"esta entrada geralmente agregada a comissao do corretor recebida de varias formas (cheque, cartao, especie)
deve ser contabilizada? de que forma?"

A entrada pode ser ou nao contabilizada, depende de como consta no contrato de venda dos imoveis. Pode ser que a entrada seja paga para os corretores, sem fazer parte da venda do imovel. A contabilizaçao neste caso será recebimento por conta de terceiros.
Porem se fizer parte da venda, a contabilizaçao deverá será primeiro como venda do imovel a credito de clientes, depois contabiliza as despesas de comissao.
Espero ter de ajudado.

Consultor Especial

Eduardo Molinari

Consultor Especial , Controller
há 6 anos Quarta-Feira | 9 dezembro 2015 | 12:52

Claudio, boa tarde!

A contabilização da venda de um imóvel é a mesma tanto para L.Real e Presumido. Mas você deve se atentar aos detalhes.

1 - O ramo de atividade da empresa é Imobiliário? -> Caso contrário, essa receita será não operacional e não incidirá impostos.

2 - Tem que apurar se tem ou não o ganho de Capital, sendo que se houver haverá incidência de IR

3 - A baixa na contabilidade será:

PELA VENDA

D - Caixa/Bancos (AC)
C - Receitas não Operacionais - Venda Imóveis (R)

PELO CUSTO

D - Receitas não Operacionais - Venda Imóveis (R)
C - Imobilizado Imóveis
Valor que está na contabilidade

PELO GANHO CAPITAL (SE HOUVER)

D - IRRF s/Ganhos de Capital (R)
C - IRRF a Recolher (PC)



Sds

Não se iluda com os seus seguidores no Facebook, Twiter, WhatsApp, etc....
Jesus só tinha 12 e ainda foi traído por um...

Meus filhos... minha vida

Sebastiao Gilberto de Camargo

Prata DIVISÃO 1, Contador(a)
há 6 anos Terça-Feira | 31 maio 2016 | 16:38

Prezados colegas. Tenho uma incorporadora cujo cnpj é de 17/09/2015. Um sócio integralizou um lote (no qual se executa a obra) em capital social e parte em dinheiro. O outro sócio o integralizou apenas em dinheiro. O lote foi imobilizado. A parte em dinheiro foi aplicada em fundos de investimento. Houve rendimentos em 11/15 e 12/15. Ou seja, houve receita financeira. A empresa não contratou nenhuma construtora ou construtor autônomo. Simplesmente obtivemos um CEI para a obra e ela a constrói com recursos próprios. Nenhuma unidade ainda está concluída. Não há ainda nenhum contrato de compra e venda. A tributação pretendida foi a de lucro presumido. Li, entretanto, num trecho da pergunta 19 no sitio da rfb quanto à tributação de uma incorporadora imobiliária o seguinte: “As pessoas jurídicas que exerçam as atividades de..., incorporação e construção de imóveis não poderão optar pelo lucro presumido enquanto não concluídas as operações imobiliárias para as quais haja registro de custo orçado (IN SRF nº 25, de 1999, art.2º)”. Muito bem. Dúvidas: a)na apuração do lucro presumido do 4º trimestre de 2015 estou entendo haver apenas o rendimento financeiro como base de cálculo do IRPJ. Mas por qual regime de tributação recolher o darf? b) quanto ao lote imobilizado, no momento das vendas devo entender que há a venda também de um ativo imobilizado? Se sim, na proporção de cada unidade?

Sebastiao Gilberto de Camargo

Maria Celsa Barbosa Marques

Bronze DIVISÃO 5, Contador(a)
há 5 anos Quinta-Feira | 23 fevereiro 2017 | 15:15

Boa Tarde,

Uma dúvida, se alguém puder me ajudar agradeceria. Empresa do lucro presumido com atividade imobiliária e sua contabilidade feita por regime de caixa realizou uma venda de imóvel parcelada. Dúvida:

1) Reconheço a receita pelo total para tributação dos impostos federais?
2) Reconheço pelo recebimento e tributo somente a parcela?
3) Como ficaria os lançamentos contábeis na vendam custo e recebimentos?

Desde já agradeço a atenção.

Iderlindo Joaquim Luzi

Prata DIVISÃO 2, Não Informado
há 5 anos Quinta-Feira | 23 fevereiro 2017 | 16:47

Maria Celsa
1. Não existe contabilidade pelo regime de caixa, apenas é na tributação. Assim, a contabilidade será pelo regime de competência, sendo que reconhecerá as receitas de acordo com as entradas de caixa, fazendo a tributação.
2. Sim, você reconhecerá a receita tributável apenas nos recebimentos das percelas (regime de caixa).
3. lançamentos nas vendas será Clientes a Receitas de vendas de imóveis, lançando o valor total da venda. No custo: Custo de Imóveis Vendidos a Estoques de imóveis para venda. Nos recebimentos: Caixa/bancos a Clientes

Espero ter de ajudado

Articulista

Eder Gomes de Araujo

Articulista , Consultor(a) Contabilidade
há 5 anos Quinta-Feira | 23 fevereiro 2017 | 16:53

Maria Celsa,

Colaborando com o amigo Iderlindo Joaquim, por exemplo se for uma incorporação, 1) A receita depende do POC para ser realizada, isso no caso da receita societária; 2) Societário com base na receita do POC.

Grande abraço!

Renato Oliveira

Iniciante DIVISÃO 1, Contador(a)
há 4 anos Quinta-Feira | 26 outubro 2017 | 12:58

Bom dia pessoal!
Queria saber dos colegas como faço para registra na contabilidade a venda a prazo de um loteamento, um colega tinha falado que ocorreram mudanças na forma de contabilizar as vendas de lotes no ano de 2015, e que eu deveria registrar a receita no momento da efetivação do contrato da operação de compra e venda, ainda que mediante instrumento de promessa, carta de reserva com princípio de pagamento ou qualquer outro documento representativo de compromisso independentemente do pagamento ou recebimento.

Queria saber que mudanças foram essas, qual lei, cpc, e como contabilizo nesse ano de 2017 a venda de lotes, pois a empresa já esta finalizando as obras e vai montar o estande de venda á alguns dias. Desde já agradeço.

Página 2 de 2
1 2
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.