x

carreira

Insatisfação e alto nível de estresse no trabalho pode levar a demissão por justa causa

Pesquisas apontam que a insatisfação e a raiva no ambiente de trabalho podem resultar em sérias consequências legais.

23/08/2023 17:30:04

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Raiva e estresse no trabalho: risco de justa causa

Insatisfação e alto nível de estresse no trabalho pode levar a demissão por justa causa

A insatisfação no ambiente de trabalho não é um fenômeno isolado, mas uma questão que afeta trabalhadores em escala global. Segundo uma pesquisa da CNN Brasil, 75% dos trabalhadores em todo o mundo estão insatisfeitos com seus empregos.

Um estudo de caso publicado no Brazilian Journal of Development, que analisou a empresa Repet Press em Mossoró-RN, oferece uma visão mais aprofundada sobre como essa insatisfação frequentemente se traduz em raiva, uma emoção que pode ter sérias consequências tanto para o empregado quanto para o empregador.

Os gatilhos da raiva no trabalho

O estudo de caso do Brazilian Journal of Development identificou cinco gatilhos principais que levam à raiva no ambiente de trabalho:

  • O desejo de controlar situações que estão além do controle individual;
  • A frustração quando as atitudes ou comportamentos dos colegas não atendem às expectativas;
  • O desapontamento quando os eventos não se desenrolam conforme planejado;
  • A dificuldade em expressar emoções ou sentimentos de forma adequada;
  • O surgimento de um sentimento de desrespeito ou desconexão em relações profissionais.

Esses gatilhos corroboram os fatores de insatisfação apontados pela pesquisa da CNN Brasil, que incluem um ambiente de trabalho tóxico, falta de alinhamento com interesses pessoais, remuneração inadequada e falta de oportunidades de crescimento.

Implicações legais 

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) é clara sobre as consequências legais da raiva no ambiente de trabalho. Comportamentos como indisciplina, insubordinação e ofensas verbais ou físicas podem resultar em demissão por justa causa. Além disso, a demissão por justa causa pode ter implicações de longo prazo, incluindo a perda de benefícios como seguro desemprego e acesso ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) .

Estratégias de gerenciamento e prevenção

O estudo de caso sugere várias estratégias para gerenciar a raiva no ambiente de trabalho. Entre elas, o reconhecimento dos gatilhos emocionais e a implementação de métodos para melhorar as condições de trabalho. Além disso, técnicas de respiração profunda são recomendadas para ajudar a controlar emoções extremas no calor do momento.

A necessidade de abordagens mais abrangentes

Os dados coletados pela CNN Brasil e pelo Brazilian Journal of Development apontam para uma necessidade urgente de mais pesquisas e estratégias eficazes para abordar a insatisfação e a raiva no ambiente de trabalho. A complexidade dessas emoções e suas diversas causas exigem uma abordagem multifacetada que vá além das soluções simplistas.

Para mais informações, o estudo completo está disponível para consulta no Brazilian Journal of Development.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.